27 junho 2014

Você no Vidas em Preto e Branco #02

|| ||

Quando eu te vi, até me faltou ar



Uma coca-cola, uma folha, uma lapiseira e uma música tocando no fundo, era o bastante para Clara, fugir da realidade.
Simples, simpática, engraçada e tímida. Características que as pessoas diziam sobre ela. Uma mulher que batalhava sempre por suas coisas, era dedicada, era amável com as pessoas, e tinha um certo "apego" por crianças, quando via uma criança já se derretia toda. Com seus 20 anos e carinha de 15, Clara assustava muitas pessoas com sua personalidade, forte e difícil de se lidar.
Era daquelas que queria um amor para vida toda, uma casa pequena e aconchegante, alguém para ela chamar de "meu amor". Ela era uma mulher de fases, ficava sorrindo a toa uma hora, mas depois de meia hora ela poderia estar querendo quebrar tudo e todos na sua frente. Ela podia ser uma bobinha, mas quando pisava no pé dela, ela se transformava, da "princesa pra bruxa da história".
O que Clara tinha de diferente de outras pessoas? Nada. Ela era normal. Mulher daquelas românticas de filmes, daquelas que gostaria de receber uma flor por dia, que gostava de ganhar bombons e que se pudesse entrava na igreja no dia do seu casamento de charrete, com cavalos brancos, escrevia inúmeras cartas  e gostava de receber muitas também. Clara sonhava com aquele príncipe, aquele que pudesse tratar ela como ela merecia, ela tava cansada de otários na vida dela, que faziam chorar e ser quem ela não era.
Clara era aquela mulher que ao andar na rua chamava atenção, faziam grupos de homens se calarem, faziam motoqueiros virarem a cabeça e sempre ouvia uma assobiada ou buzinada, loira, magra, saudável, sorriso estampado no rosto, estilo único, olhos claros... Uma mulher diferente de muitas, que não gostava de atitudes assim de homens, sua autoestima ficava boa,mas preferia coisas mais românticas e menos vulgares.
Ela sonhava, e botava fé que um dia ainda iria encontrar alguém na lanchonete que sempre ia, naquela lanchonete que passava horas escrevendo ou lendo. Ah Clara, nem havia sentido o amor ainda, mas acreditava que era a coisa mais pura que há, também achava que teria seus lados negativos, mas acima de tudo saber que seria amada era o sonho dela. Afinal, amor é isso, na alegria e na tristeza.
Dia 08/01/2013 “Então ele entrou, sim meu príncipe, olhos castanhos escuros, cabelo moderninho escuro,  uma cor do pecado, um jeito de andar marrentinho, uma cara de boyzinho, um olhar maldoso, uma boca  deliciosa, mãos de homens. Ah, é ele, finalmente achei meu príncipe, foi naquela lanchonete, foi num dia chuvoso, não poderia ser mais romântico, mas ele conseguiu, pediu licença e se sentou ao meu lado, me deu um beijo suave no rosto e já conquistou meu coração. Meu príncipe, e eu a princesa dele, e assim sempre será.”.

Texto feito por Kellen Oliveira. Imagem cedida pela mesma.

 Acompanhem o trabalho da Kellen:
Blog | Facebook
E-mail: kellen_cristina_oli@hotmail.com
Click aqui para ver o texto no blog da gata ;)

Demorou, mas voltei com a coluna Você no Vidas em Preto e Branco. Galera, para essa coluna existir, preciso da participação de vocês. Funciona assim: quem gosta de escrever, envie no meu e-mail (laryzorzenone@gmail.com) seu texto com uma imagem e seus links para serem divulgados aqui. Conto com a participação de todos ;) Um beijo grande e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.

8 comentários:

  1. Oi Lary!
    Adorei o texto e sua iniciativa.
    Como você escolhe os textos para "Você no Vidas em Preto e Branco"?
    Parabéns pelo blog.
    Beijos.
    Tão doce e tão amarga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thami. Eu divulgo todos os textos que eu recebo. Eu leio e divulgo.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Bem romântico do texto da Kellen. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Lary (e Kellen) haha

    Adorei o texto! Me identifiquei com Clara em certos pontos :)

    Beijocas
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me identifiquei um pouco com a Clara. É bom quando nos identificamos com uma personagem, não é?
      Beijinhos

      Excluir
  4. Adorei o texto, de verdade.
    beijos.
    http://pausas-femininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E são comentários assim que me deixam super feliz em continuar com o projeto.
      Beijos

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Posso até demorar, mas todos os comentários são respondidos
♥ Se deixar seu link no fim de um comentário decente, irei retribuir com todo carinho
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo