23 fevereiro 2014

Resenha #30 - As aventuras de Pi

|| || 2 comentários:

Ficha técnica...

Título: As aventuras de Pi
Título original: Life of Pi
Autor: Yann Martel
Editora Nova Fronteira
371 páginas
No Skoob
Nota: ***** (5/5)

Opinião da Lary...

Antes de saber que era baseado em um livro, eu assisti ao filme e amei. Quando descobri que tinha o livro, fui correndo procurar e encontrei ele em uma super promoção. Não resisti e comprei. O livro é maravilhoso. Conta uma das histórias mais lindas que eu já li e me emocionou imensamente.
Em determinados trechos da leitura, fiquei com pena, com nojo, com raiva e até mesmo compartilhei a fome e a sede de Pi Patel. Aprendi várias coisas sobre o mundo animal, graças ao fato de Pi ter crescido em um zoológico. Aprendi, também, várias técnicas de sobrevivência caso eu vire um náufrago, coisa que acho bastante difícil pois tenho muito medo do mar..
A história é, muitas vezes, inacreditável e você chega a duvidar de tudo o que está acontecendo, julgando ser delírio de um garoto que ficou muitos e muitos dias a deriva no oceano pacífico... Mas, ao finalizar a leitura, você deseja que a primeira história seja a real porque a outra é triste de mais, desesperadora demais, cruel de mais...
A forma como Yann Martel nos narra todos os acontecimentos, faz com que mergulhemos no cenário e com que vivenciemos tudo o que está acontecendo. Eu geralmente mergulho na história que estou lendo mas essa me levou a outro patamar de envolvimento.
Com certeza, esse livro é um grande candidato ao meu livro favorito do ano.

Quote favorita...
"A vida é tão linda que a morte se apaixonou por ela, e é um amor ciumento, possessivo, que tenta controlar o que pode." pg 18

Então Amoras e Amores, é isso. Já estou com vontade de reler e vou tentar assistir o filme ainda hoje ou amanha. Claro que eu volto para falar para vocês sobre o filme e, um outro dia, comparar o livro com o filme. Espero que tenham gostado e que leiam esse livro assim que tiverem oportunidade. É muito lindo mesmo. Comentem, compartilhem, participem da enquete, curtam a pag no Facebook, me amem. Um beijo e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.

20 fevereiro 2014

Autora parceira - Marisa Rezende

|| || 2 comentários:
Oi Amoras e Amores. Mais uma vez estou aqui abrindo meu coração lotado de felicidade para informar sobre uma parceria. A parceira da vez é a queridíssima Marisa Rezende. Bom, vamos aos dados da autora e do livro.



Sobre a autora...



Marisa Rezende nasceu em Alegre, interior do Espírito Santo, cresceu em Saquarema e hoje reside em Araruama – Rio de Janeiro. Escritora, Professora de Língua Portuguesa, Literatura e Informática. Atua na FAETEC (Fundação de Apoio à Escola Técnica) e na SEE (Secretaria Estadual de Educação). Pós-Graduada em Língua Portuguesa e em Redes Locais. Membro de várias academias de Letras e criadora de diversos projetos bem sucedidos na área literária e no magistério ao longo da carreira.

Sinopse do livro...


É possível ao amor humano transcender à esfera física, tornar-se etéreo e o tempo linear? De um lado, tem-se Alyna, menina humilde tocada pela genialidade musical que cria seu universo num piano imaginário; de outro, Chris, adolescente alemão igualmente sensível, porém, de família poderosa. Vidas que se cruzam indo além do previsível e criando através da própria história de amor outra de amizade incomum entre jovens de nacionalidades distintas numa casa de veraneio à beira mar. Anos 1980 na praia de Itaúna, tempo de férias e feriados inesquecíveis: sol, surf, cumplicidade, luaus, rock, namoro, sexo e romantismo. Então, a magia que os une experimenta o caos: revelações, proibições, tragédia. Experiências espirituais – ou devaneios? O que deveria ser para sempre tem um fim, mas não termina... A enigmática Alyna refugia-se em Londres e quando retorna ao Brasil é obrigada a enfrentar o passado; e, enquanto seus mistérios são desvendados, descortinam-se outros tantos que nem supunha existir.


Para mais informações, aqui estão alguns links importantes:


 Eu já recebi o meu exemplar (esse ai da foto acima) e ele veio recheado de marca páginas lindos (que junto com alguns outros e algum livro vão virar sorteio aqui, em breve). Creio que consigo encaixar ele nas minhas leituras do mês que vem e fazer uma resenha bem legal para vocês. Para fechar com grande estilo, assistam ao BookTrailer e fiquem com vontade de ler hehe. Um beijo e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.



18 fevereiro 2014

Autor parceiro - Renato Nonato

|| || 8 comentários:
Oi Amoras e Amores. Eu fico hiper feliz quando apareço aqui para falar sobre parcerias e essa não me deixa menos feliz. O autor que fez parceria conosco dessa vez é o Renato (obrigada Renato) e a ideia inicial é fazermos um book tour com o livro dele (interessados em participar, é só deixar um comentário aqui que eu entro em contato). Bom, vamos as informações.

Sobre o autor...

Renato Carajelescov Nonato nasceu em Rudge Ramos em 1987. Formado em Engenharia Química, atualmente divide seu tempo entre o curso de mestrado em Engenharia de Materiais e uma pequena academia, onde ministra aulas de boxe chinês. Escreve como hobby desde os 16 anos.

Sinopse do livro...

A Última Guerra lavou a atmosfera com uma massa nuclear, tornando-a incapaz de sustentar a vida. Para continuar sobrevivendo, a humanidade precisou se adaptar, isolando-se numa atmosfera artificial: a Esfera, local onde tem se mantido com o passar das gerações. A utopia da sociedade reinou desde então, com a paz sendo mantida com mão de ferro pela Elite. Mas essa paz pode acabar... Raquel é uma recém-formada em primeiro nível na Academia, que passa seu tempo livre entre Saturno – o parque temático da Esfera – e divagações sobre seu sonho de voar. Ao iniciar uma nova etapa de vida, ela vai encarar a cerimônia de implante que pode tornar esse sonho realidade, se a habilidade dos Túneis lhe for conferida. Mas essa nova etapa também vai levá-la por caminhos perigosos... Raquel descobrirá que o IA, responsável por todos os sistemas de sobrevivência da Esfera, está com os dias contados. Como manter a sanidade sabendo que a vida tal qual você conhece está para acabar? Raquel ainda não tem essa resposta, mas vai precisar encontrá-la. E para isso ela precisará, mais do que nunca, da ajuda de seus amigos... Tashi, Tales, Ângelo, Camila, Liceu, Isabela e Nirvana lhe darão sustentação quando tudo o mais na utópica Esfera estiver ruindo.

Para mais informações, aqui vão alguns links importantes:
Site
Skoob
Facebook  
Twitter: @TerrasMetalicas

Amoras o livro dele está sendo ilustrado (por isso essas imagens lindas ai pelo post) e está ficando um arraso. Como já disse anteriormente, quem tiver interesse em participar do book tour é só deixar um comentário aqui avisando que eu entro em contato. Vamos torcer para essa ser mais uma parceria de sucesso. Beijos e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.


15 fevereiro 2014

#Devaneios - Eu quero ser eu!

|| || 2 comentários:
Eu sempre fui muito autêntica em tudo o que faço. Sempre me doo de mais. Não sei transformar meu rosto em uma máscara de indiferença. Acho que isso pode ser explicado na frase: "Eu quero ser eu!". Eu não sou uma pessoa fria, eu sempre vou me emocionar com sua história, mesmo já tendo ouvido ela mil vezes, eu sempre vou ficar com os olhos marejados quando me lembrar de algo que foi/é importante para mim. Eu sempre vou gostar de ler, sempre serei considerada a nerd e parte de mim gosta muito disso. Eu sempre vou defender as pessoas que amo e sempre vou amar comer.
Porque estou falando tudo isso? Porque essa semana eu ouvi um relato que mexeu comigo. Minha professora de Homem e Sociedade da aula para crianças da pré escola e ela contou que no primeiro dia de aula, havia uma garotinha chorando muito, falando que não queria ficar na escola, queria ir embora brincar.

Ai a professora perguntou:
_Mas você tem que estudar. Pensa bem, o que você quer ser quando crescer?
Chorando, a menininha responde:
_Eu quero ser eu! Eu quero ser eu! Me deixem ser eu!
Esse episódio simples e que ocorreu com uma pessoinha de menos de cinco anos mexeu muito comigo. Geralmente, as pessoas tentam mascarar quem elas são realmente, estão sempre tentando ser outra pessoa que não eles.
Eu decidi que não vou mais tentar mudar esses detalhes meus. Eles me tornam especiais, fazem com que eu seja eu de verdade.
Seja você mesmo, se ame, aprenda a ser feliz com suas qualidades e com seus defeitos, respeite suas manias e seu corpo, viva da melhor forma possível. Mude com o mundo mas nunca deixe de ser você.

Espero que gostem, Amoras e Amores. Me desculpem estar postando só textos ultimamente mas é que, por um milagre, eu estou em uma fase bastante criativa. Não deixem de comentar, compartilhar, curtir a pag, participar da enquete, me amar. Beijos e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.

12 fevereiro 2014

#Devaneios - Um pouco sobre cães e gatos

|| || 4 comentários:
Hoje eu acordei com minha gatinha em cima de mim, miando desesperadamente. O motivo? A ração que estava na vasilha dela havia acabado. Quando sai para o quintal, percebi que minha cachorra também estava sem ração mas ela não fazia nada para mudar isso. Ela só queria brincar...
Isso me fez pensar um pouco sobre meus animais de estimação. Primeiro que minha gata tem liberdade total para entrar em casa e minha cachorra não (por ser muito grande e bagunceira). Minha gata tem ração na vasilha o dia todo. Assim que acaba a ração dela eu ponho mais, já minha cachorra, recebe ração duas vezes ao dia.
Essa é a Princesa. Desculpem mas não tenho foto da Shakira
E o que isso tem a ver com vocês? Nada mas eu queria dizer que minha cachorra da muito mais carinho pra gente do que minha gata. Na hora que encho a vasilha da Princesa (gata) de ração, ela sai correndo e vai comer, não quer nem saber. A Shakira (cachorra) espera eu por a ração e, logo em seguida, começa a lamber minha mãe e a acariciá-la com o focinho. Eu não sou psicóloga, não sou veterinária nem nada do tipo mas eu tenho certeza que esses simples gestos dizem muito sobre esses dois animais.
Não quero dizer com isso que a Princesa não seja carinhosa. Ela é muito carinhosa para os padrões de um gato mas ela pensa primeiro nela, sempre. A Shakira não. Tenho certeza que ela se sacrificaria por mim se fosse necessário. Uma vez vi um vídeo sobre um homem dando uma palestra e classificando os funcionários como sendo cães ou gatos (se eu achar o vídeo, deixo ele no final do post) e eu acho realmente que isso se aplica a seres humanos.
Até agora, só falei delas individualmente. Quando estão perto uma da outra, é sempre engraçado observar. A Shakira quer brincar com a Princesa que morre de medo e fica toda nervosinha mas nem por isso a Shakira desiste. Quando você menos espera, estão as duas tomando água juntas... Mas na próxima vez que ficarem próximas, a dança da confiança será realizada novamente.
Assim como minha gata pensa mais nela, muitas pessoas são assim também e o mesmo ocorre com minha Shakira. Não estou falando que as pessoas se dividem em egoístas e altruístas mas que todos nós temos um desses lados predominantes na nossa vida e que temos que aprender como equilibrar de uma forma que isso não nos prejudique. Eu sei que sou muito mais parecida com minha cachorra do que com minha gata, mas adoro dormir como todo bom felino.

E vocês Amoras, são mais gatos ou mais cachorros? Deixem a opinião de vocês aqui, ela é muito importante para mim. Compartilhem o post, curtam a pag, participem da enquete, me adicionem no Skoob, me sigam no Instagram, me amem. Beijos e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.



10 fevereiro 2014

Resenha #29 - Clássicos de verdade: Mitos e lendas greco-romanos

|| || 2 comentários:


Ficha técnica...

Título: Clássicos de verdade: Mitos e lendas greco-romanos
Autora: Vários autores
Editora Nova Fronteira
64 páginas
Nota:**** (4/5)

Opinião da Lary...

Esse foi o primeiro livro sobre Mitologia que li e me apaixonei por esse universo graças a ele. Nele, tem vários contos bem curtinhos escrito para crianças, portanto tem uma linguagem bem fácil. Não encontramos apenas mitos nele. Tem algumas fábulas também.
A leitura do livro é bem leve e rápida. Recomendo para quem já gosta de mitologia, para crianças, para quem quer conhecer mitologia e pra todos que gostam de fantasia.
 Quem aqui já leu esse livro? Gostam de mitologia? Qual livro ou mito fez vocês gostarem do gênero? Deixe sua opinião aqui, ela é muito importante para mim. Compartilhem o post, curtam a pag, participem da enquete, me amem. Beijos e até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone.



08 fevereiro 2014

Resenha #28 - Comprometida

|| || 2 comentários:


Ficha técnica...

Título: Comprometida - Uma história de amor
Título original: Committed - a skeptic makes peace with marriage
Autora: Elizabeth Gilbert
Editora Objetiva
240 páginas
Nota:**** (4/5)

Opinião da Lary...


Esse livro foi uma leitura bastante diferente pra mim e, consequentemente, a resenha dele será diferenciada também. Como eu já tinha lido "Comer rezar amar" já tinha uma ideia da forma como a Liz escrevia mas esse livro me surpreendeu até mesmo nesse quesito. O livro é um estudo sobre o casamento, sobre o que ele já representou e o que representa hoje em dia. Vou fazer a análise desse livro capítulo por capítulo com vocês. Espero que gostem da forma como vou resenhar.
Casamento e surpresas
            O casamento é uma amizade reconhecida pela polícia - Robert Louis Stevenson
Neste primeiro capítulo, Liz nos apresenta sua nova realidade: seu namorado brasileiro foi parado pela imigração em um aeroporto nos EUA e eles precisarão se casar caso Felipe queira entrar nos EUA novamente.


Casamento e expectativas
O homem pode ser feliz com qualquer mulher desde que não a ame - Oscar Wilde
Agora, Liz nos leva com ele para uma comunidade hmong para nos mostrar as diferenças das expectativas dessas mulheres para com seus maridos das que nos, ocidentais, temos. Para resumir tudo, as mulheres hmongs não possuem expectativas nenhuma sobre seus maridos. Eles apenas tem de trabalhar e sustentar a família, nada além disso. Eles não tem a obrigação de ser a fonte de felicidade dessas mulheres e elas não querem que eles sejam essa fonte. Elas conseguem isso de suas irmãs, mães, tias e todo o tipo de parenta que possa estar próxima.
"Mas isso não basta mais. Agora queremos ser inspiradas pelos cônjuges! Diariamente! Vai estar à altura, querido?"
Casamento e história
O primeiro laço da sociedade é o casamento - Cícero
Conhecido também como o capítulo que me irritou profundamente. Eu odiei a história do casamento e, durante a leitura desse capítulo, me irritei tanto com ele que quase desisti dele. O casamento nunca foi favorável para a mulher, que era tratada como um simples objeto sem sentimento e sem humanidade suficiente para ter voz no mundo. E outra: eu sempre acreditei que a Igreja era favorável ao casamento, tratando ele como um sacramento. Mas não! A Igreja queria proibir as pessoas de se casarem, queriam que todos adotassem o celibatário e jamais formassem laços íntimos com uma só pessoa. Todos queriam proibir o casamento! Que absurdo! Mas depois, queriam forçar todos a se casarem, para defender terras e heranças das famílias ricas, na era medieval. Nos dias de hoje, casamos apenas quando queremos mas nem sempre foi assim.
"Às vezes a vida é dura demais para ficar sozinho, e às vezes a vida é boa demais para ficar sozinho."

 Casamento e paixão
           Ter com o amor (um pouco)/Mais de cautela/Do que com tudo - e. e. cummings
O capítulo que revigorou meu amor pelo casamento. Também fala sobre história mas a parte bonitinha da história, quando as pessoas começaram a se casar por amor e não para defender heranças (P.S.: antes que eu me esqueça, era proibido duas pessoas de "raças" diferentes se casarem! Absurdo). Mas acontece também que quando as pessoas começaram a se casar por amor, elas começaram a deixar de amar e a se divorciar. triste mas real. As pessoas queriam alguém que as completasse e nem sempre isso é possível, até porque já fomos criados completos. Mas é lindo ler como as pessoas realmente buscam por um amor. Elas querem se sentir especial para alguém, querem ser aquela pessoa especial esperando o outro chegar em casa... Muito fofo isso de nossa parte, já que parece que temos cada vez menos tempo para isso.
"Ambos sabíamos: eu tinha os meus sofrimentos, não os dela; ela tinha os dela, não os meus."
Casamento e autonomia
O casamento é uma coisa linda. Mas também é uma batalha constante pela supremacia moral - Marge Simpson

É hora de definir o papel do homem e da mulher no casamento. a mulher sempre buscou sua independência no matrimônio mas somente depois de muito tempo elas conseguiram. A mulher pode trabalhar e ter uma família e isso já foi um enorme avanço. Mas Liz nos mostra também que criamos muitas restrições em um relacionamento. É assim que somos...
"[...]Mas não se engane: declarei que esse homem é inteiramente meu e, portanto, o afastei do resto do rebanho. A sua energia (sexual, emocional, criativa) pertence em boa parte a mim, e a mais ninguém; não é mais nem inteiramente dele."

Casamento e subversão
De todas as ações de um homem, o casamento é o que menos diz respeito aos outros; mas, de todas as ações da nossa vida, é nele que os outros mais se metem. - John Selden
Aqui Liz nos explica porque o casamento tem de ser algo realizado para tantas pessoas, porque tem de ser algo público e não privado. Gosto bastante dos livros de memórias dela em especial por ela ser agora casada com um brasileiro e podemos ler frases como: "_Ninguém sabe! Isso é que é maravilhoso em ser brasileiro. Não significa nada! Por isso, dá para usar a brasilidade como desculpa para viver a vida como a gente quer. Na verdade, é uma estratégia brilhante. Ela me levou longe."

Casamento e cerimônia
Nada de novo por aqui, exceto que me casei, o que para mim é razão de profundo espanto. - Abraham Lincoln, numa carta de 1842 a Samuel Marshall
No último capítulo, Liz relata como foi sua cerimônia de casamento com Felipe, cerimônia que ambos tinham jurado não realizar.

Para finalizar essa estranha resenha, queria deixar claro que o casamento me reconquistou e de uma forma bastante forte, agora que sei melhor como ele é tratado em outras culturas e por tudo que ele já passou. Se alguém conhecer mais algum livro de Elizabeth Gilbert lançado no Brasil, ficarei muito feliz em ler ele também. Me perdoem por essa resenha maluca que fiz mas foi a única forma que encontrei de transmitir para vocês um pouquinho do que senti lendo esse livro. Quem ai já leu ele, gostou? Deixe sua opinião aqui, ela é muito importante para mim. Comentem, compartilhem, curtam a pag, me amem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo