29 setembro 2013

Entrevistando o autor #01 Alice Canato, autora do romance "Amora"

|| || 6 comentários:
Hoje eu tenho a honra de repassar para vocês a entrevista que eu fiz com a queridíssima Alice Canato, autora do romance "Amora". Quero agradecer a Alice por ter cedido alguns minutinhos do seu tempo para responder as minhas perguntas. Espero que com a leitura dessa entrevista, vocês se sintam mais próximos da autora e do maravilhoso livro do qual falamos nessa entrevista.

Entrevista: Alice Canato

01)-O que te deu inspiração para escrever o romance “Amora”?

Em primeiro lugar quero agradecer o convite. Obrigada pelo carinho e pela oportunidade de poder entrar em contato com os leitores através do seu blog. Desejo-lhe muito sucesso.
Bem, eu já tinha uma estrutura montada quando decidi escrever “Amora”, e sabia mais ou menos como seria o romance, eu só não sabia como transformar os meus pensamentos em palavras escritas; foi um aprendizado. Escrever um livro bem elaborado é uma tarefa que exige total envolvimento, não é um trabalho que termina no final do dia; a história não nos abandona, ela se mistura ao nosso cotidiano e tudo que nos cerca pode ser fonte de inspiração e se transformar em idéia para o texto. No meu caso as músicas e os livros foram essências para o processo criativo. Existe uma trilha sonora inteira por trás de “Amora”; além disso, eu sempre recorri a uma boa leitura quando me imaginava vazia de palavras.

02)-De onde surgiu a idéia para o título do livro?

 A princípio eu não pensei no título e nem mesmo nos capítulos, escrevia aproveitando as minhas antigas anotações e as novas idéias que iam surgindo; mas conforme o texto foi tomando forma passei a sentir a necessidade de nomeá-lo, e mais uma vez uma música me inspirou. Nada mais óbvio, a idéia surgiu espontaneamente quando ouvi a toada “Amora” de Renato Teixeira, naquele momento eu percebi que havia encontrado o “tema de abertura” do meu livro.

03)-Quando você descobriu que queria ser escritora?

Esse não foi um caminho pensado, eu não acordei certo dia com vontade de ser escritora, apenas senti uma necessidade muito grande de canalizar essa energia que estava represada dentro de mim. O processo foi mais de aceitação do que de vontade. Tive que trabalhar com a idéia de tornar público algo tão particular quanto os meus pensamentos. Sempre tive o hábito de imaginar histórias e de fazer anotações delas, mas comecei a me indagar: por que eu fazia aquilo? Então percebi que tanta imaginação só fazia sentido em uma escritora. Foi em 2.009 quando parei de fazer anotações e comecei a escrever o romance “Amora”.


04)-Já tem planos para um novo romance?

Sim, tenho muitas idéias que gostaria de colocar em prática; já comecei a fazer algumas anotações, mas no momento parei com a produção de texto para me dedicar à divulgação de “Amora”. O livro impresso saiu há apenas um mês e o lançamento do livro digital está previsto para a segunda quinzena de outubro, por enquanto ainda estou muito envolvida com esse projeto, preciso finalizá-lo para me dedicar a outro com tranqüilidade.


05)-O que você gostaria de dizer para os fãs do seu trabalho?


Quero principalmente agradecer o carinho de todos. O processo de publicação de “Amora” foi longo e trabalhoso, não é fácil iniciar a carreira de escritora no Brasil. No momento em que, através das palavras, damos vida a uma personagem, passamos a ter a responsabilidade de torná-la real dentro de uma ficção; para que a história se torne convincente, precisamos fazer com que o leitor sinta toda a carga emotiva contida no texto e para isso trabalhamos com a nossa própria emoção. É um processo bastante intenso que exige total dedicação por parte do escritor; então quando terminamos um livro, tudo o que queremos é torná-lo público e é aí que começam as dificuldades. Enfim, o romance “Amora” percorreu e continua percorrendo um longo caminho até chegar às mãos do leitor; e é com uma grande alegria que percebo as diferentes reações que ele provoca em quem o lê, ainda não encontrei ninguém que ficasse imune ao seu texto; e isso é a maior satisfação que um escritor pode ter.

06)-Quando criança quais eram os seus livros preferidos?

Eram os livros ilustrados dos contos de fadas, acho que eles são uma unanimidade entre as crianças de todos os tempos. Os príncipes e as princesas das histórias clássicas dividem com os animais falantes das fábulas uma grande responsabilidade na formação dos pequenos leitores. Lembro-me ainda de duas leituras que me causaram impacto na infância: “O pequeno príncipe”, que dispensa explicações; e “Poliana”, a atitude otimista daquela menina, certamente contribuiu para o prazer que sinto no hábito da leitura.

07)-Qual o autor da atualidade que você mais admira?

Tem muita gente boa produzindo textos de excelente qualidade, cada um com o seu estilo, é claro. Sou bastante eclética e gosto de muitos, mas posso citar dois em especial: Markus Zusac e Carlos Ruiz Zafón.

08)-Quando descobriu o seu amor pela leitura?

Quando criança eu gostava muito de ler gibis e nas férias esperava ansiosa pela compra dos livros escolares; o de português, em especial, que sempre trazia textos ilustrados que eu lia antes de começar as aulas. Além disso, naquela época não tínhamos acesso ao computador e a todas as facilidades que ele oferece; era muito natural freqüentarmos a biblioteca da cidade a procura de material para as pesquisas escolares, aquele ambiente recheado de livros certamente me influenciou; acredito que foi daí que surgiu o meu amor pela leitura.  

09)-Qual o livro que você leu mais vezes até hoje? Quantas vezes leu ele?

Li “Amora” incontáveis vezes antes de liberá-lo para a publicação procurando por erros microscópicos, mas obviamente para mim ele é “hors-concour”. Então o segundo livro que eu li mais vezes é seguramente “Ou isto ou aquilo” de Cecília Meireles; lia as poesias para os meus filhos quando eles eram crianças, não sei exatamente quantas vezes.

10)-Qual história fez você chorar mais?

Não foi um livro, foi um filme chamado “O Campeão”, nunca chorei tanto por conta de uma história, mas mesmo assim eu o recomendo.

27 setembro 2013

O livro certo para cada signo

|| || 2 comentários:
Hoje eu vou mostrar pra vocês o livro certo para cada signo, de acordo com uma página no facebook chamada Mania dos Signos. Quem não tem muito gosto pela leitura, pode escolher o do seu signo pra ver se gosta. Quem já gosta de ler, pode tentar algo diferente. De bônus, uma frase do John Lennon pra cada signo ;)

Áries (21/03 à 20/04)
 A menina que roubava livros - Markus Zusak
A rosa do inverno - Patricia Cabot
"Eu componho de acordo com as circunstâncias que estou envolvido, seja de ácido ou na água."

Touro (21/04 à 20/05) 
A cabana - Willian P. Young
Orgulho e preconceito - Keira Knightley
"Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade."

Gêmeos (21/05 à 20/06) 
Saga Twilight - Stephenie Meyer
O morro dos ventos uivantes - Emily Brontë
"Ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém. Essa é a verdadeira experiência da liberdade: ter a coisa mais importante do mundo sem possui-la."

Câncer (21/06 à 21/07) 
Um amor pra recordar - Nicholas Sparks
Querido John - Nicholas Sparks
"Quando fizeres algo nobre e belo e ninguém notar,não fique triste. Pois o sol toda manhã faz um lindo espetáculo e no entanto, a maioria da plateia ainda dorme."

Leão (22/07 à 22/08) 
O milagre - Nicholas Sparks
Pão-de-mel - Rachel Cohn
"Quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém."

Virgem (23/08 à 22/09) 
Saga Harry Potter - J. K. Rowling
A hospedeira - Stephenie Meyer
"Na oração,é melhor ter um coração sem palavras do que palavras sem um coração"

Libra (23/09 à 22/10) 
Diário de uma paixão - Nicholas Sparks
O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella
"Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres. Se elas voltarem é porque as conquistei. Se não voltarem é porque nunca as possuí.
 
Escorpião (23/10 à 21/11) 
Saga jogos vorazes - Suzanne Collins (nos dois álbuns tá essa mesma saga)
"A ignorância é uma espécie de bênção. Se você não sabe, não existe dor."

Sagitário (22/11 à 21/12) 
Querido John - Nicholas Sparks
Morte e Vida de Charlie St Cloud - Ben Sherwood
"Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que a felicidade era a chave para a vida. Quando eu fui para a escola, me perguntaram o que eu queria ser quando crescesse. Eu escrevi “feliz”. Eles me disseram que eu não entendi a pergunta, e eu lhes disse que eles não entendiam a vida."

Capricórnio (22/12 à 20/01) 
Marley e eu - John Grogan
A garota americana - Meg Cabot
"A vida é aquilo que acontece enquanto a gente tá ocupado fazendo planos para o futuro."

Aquário (21/01 à 19/02) 
Um dia - David Nicholls
A última musica - Nicholas Sparks
"Vivemos num mundo onde precisamos nos esconder para fazer amor, enquanto a violência é praticada em plena luz do dia."

Peixes (20/02 à 20/03) 
A última musica - Nicholas Sparks
Ana e o beijo francês - Stephanie Perkins
"Conta a tua idade pelo número de amigos, e não pelo número de anos. Conta a tua vida pelos sorrisos, e não pelas lágrimas."

Qual desses você já leu? É o do seu signo? Espero que tenham gostado.

26 setembro 2013

Sobre as consequências do amor

|| || Nenhum comentário:
O amor têm muito a ver com aceitação. Você têm que ceder muitas vezes para que reine a paz no relacionamento. Isso em qualquer relacionamento amoroso mais, desta vez, quero falar em especial sobre o amor de namorados.
Muitas vezes, para evitar briguinhas bobas e discussões desnecessárias, nos aceitamos o que o outro tem a dizer. Principalmente se é algo em que temos opinião contrária. Quando decidimos nos relacionar com alguém, estamos, também, abrindo mão do direito de estarmos sempre certos. O relacionamento envolve também, muitas vezes, levar em consideração o pedido do outro envolvido, até mesmo se o pedido em questão fizer com que você se afaste por alguns instantes.
Agora pode até parecer que sou uma pessoa insensível mais eu não sou. Eu apenas digo isso porque todo ser humano tem necessidade de um momento só dele vez ou outra. Respeitem isso. Um bom relacionamento é construido com confiança e diálogo. Se algum relacionamento não vai bem, é porque falta alguma dessas coisas.
O amor, mais especificamente o gesto de amar, trás muitas consequências e nem todas elas são fáceis de entender e nem mesmo de aceitar. Cabe a nós descobrir o que escolher: o fácil ou o que realmente nós faz bem.

Resenha #01 - Supernatural ~ O diário de Jhon Winchester

|| || 2 comentários:

Informações:

Título: Supernatural - O diário de John Winchester
Título original: John Winchester's Journal
Autor: Alex Irvine
Ano: 2009
Editora Gryphus
Nota: ****(4/5)
Status: Acabei de ler
Eu peguei ele na: Minha Prateleira
 Onde comprar?
Americanas | Buscapé | Mercado livre

Na contra capa...

 No dia 2 de novembro de 1983, Sam e Dean Winchester perderam a mãe, morta por uma força demoníaca sobrenatural. Após a tragédia, o pai deles, John, decidiu aprender tudo que podia sobre as criaturas malignas que vivem nos cantos sombrios e nas estradas mais longínquas dos Estados Unidos...
John Winchester reuniu em seu diário lendas, folclores e superstições sobre inúmeros inimigos do outro mundo, mas também relatou suas próprias experiências e angústias - na caçada à criatura que matou sua esposa, enquanto criava, sozinho, seus dois filhos.
O diário de John Winchester  traz para os fãs de Supernatural tudo aquilo que sempre sonharam: os rituais de exorcismo que Sam e Dean aprenderam a usar; a história de Samuel Colt; a primeira caçada de Dean; o time de futebol infantil de Sam...
E tudo sobre a frenética caçada aos seres sobrenaturais. Este diário reproduz fielmente todas as anotações, conselhos e estratégias que John colecionou e que servem como valiosas armas na saga dos Winchester.

Opinião da Lary

 Só leia se for fã da serie. É um livro muito bom, cheio de aventuras e seres sobrenaturais, mas se você não tiver já uma base de tudo o que acontece, dificilmente a história irá te prender. É muito legal ver a luta travada por John contra ele mesmo. Ele se repreende por estar matando mas, ao mesmo tempo, ele tenta se convencer de que só está fazendo isso para vingar a morte de Mary e para proteger os meninos.
O livro conta até com algumas poucas partes engraçadas. E muitas outras bastante reflexivas. John conta as diferenças e semelhanças entre Sam e Dean, fala das várias mudanças que fazem, da responsabilidade que entregou a Dean a confiar a vida do irmão mais novo a suas mãos,da reação dos garotos por causa dessas mudanças...

Trecho que mais gostei: Dean é igual a mim. Se eu não tiver cuidado, quando ele fizer 20 anos, terá filhos e ordens de prisão pelo país todo. (pág. 99)

22 setembro 2013

Por que você lê?

|| || 2 comentários:
Esses dias, me deparei com essa pergunta em uma publicação em um ig literário no instagram. A partir disso, perguntei para mim mesma: Porque eu leio? Cheguei a conclusão de que eu leio pra viver outras vidas além da minha sem ter que desistir da vida que tenho. Estranho, não é mesmo? Mais descobri que é a verdade. Eu posso viver outras vidas, posso encontrar serem sobrenaturais, experimentar poderes inimagináveis e continuar tendo a vida que eu tanto amo.
Ás vezes, temos essa necessidade de escapar do mundo real. Cada um escolhe uma forma de fuga. A minha é a leitura e também a escrita. Sendo a escrita proveniente da minha paixão pela leitura.
Minha dica é: descubra sua fuga da realidade. Se forem os livros, garanto que você fará amigos para toda a sua vida. Se seu escape for desenhar, desenhe aquilo que está dentro da sua alma. Enfim. Minha dica e sair um pouco da realidade. Garanto que isso te dará forças para continuar lutando para buscar o que realmente quer em sua vida real.

21 setembro 2013

Tutorial nail art Minnie

|| || Nenhum comentário:


 Oi pessoal. Hoje eu vou ajudar com um tutorial de como fazer unhas decoradas inspiradas na Minnie. É super simples e todas podem fazem em casa mesmo. Eu utilizei os seguintes esmaltes:
  • Base pró-crescimento e intensificador de cor da Colorama;
  • Renda vidrilhos (natural), santa gula (vermelho), bianco puríssimo (branco) e preto fosco da Risqué;
  • 270 cherries in the snow da Revlon (rosa).
O primeiro passo é preparar a unha, lixando e retirando o excesso de pele na área da cutícula. Depois, esmalte todas as unhas com o pró-crescimento, ou sua base de preferência. Passe uma camada do esmalte rende no dedo anelar. Pinte as demais unhas com o esmalte rosa (isso vai dar um fundo mais claro e romântico as unhas) e faça a francesinha na "filha única". Em cima do esmalte rosa, passe uma camada do esmalte vermelho.Depois de bem seco, faça bolinhas brancas na área vermelha utilizando um palito ou um pincel. No dedo anelar, contorne a francesinha com o esmalte preto, faça um lacinho, também em preto, em uma das extremidades. Pronto! Eu fiz o rostinho da Minnie. Quem quiser arriscar, é super simples. Faça um círculo com dois círculos menores na parte superior. Preencha-os com o esmalte preto. Faça duas bolinhas vermelhas ao redor de uma das "orelhas", simulando o lacinho.
Super simples, prático e lindo. Se quiserem, o próximo tutorial eu faço em vídeo. Aceito pedidos de nail art e gostaria de saber a opinião de vocês. Espero que tenham gostado e que tenha sido útil.

18 setembro 2013

Reforma

|| || Nenhum comentário:
Sei que já faz mais de um ano que não escrevo aqui. Sinceramente, nem ao menos sei o motivo dessa longa ausência. Agora eu estou voltando pra ficar. O blog está passando por algumas modificações visuais. Como sempre, estou disposta a aceitar opiniões. Gostaria de pedir para que postagens anteriores a essa sejam ignoradas ou apenas lidas por curiosidade. Era uma época conturbada da minha vida hehe. O blog terá o mesmo foco de antes, textos e livros. Mais quero acrescentar a ele um vlog e alguns tutorias, assim como dicas de decorações. Espero que gostem dessa nova fase do blog e que continuem sendo os melhores leitores do mundo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo