15 setembro 2018

Resenha #151 - Tudo por amor

|| ||
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem interferências, na tentativa de passar a vocês o que senti ao longo da leitura.
Angélica, uma moça que foge do sertão após seu pai trocá-la por fartura e entregá-la a um homem enigmático conhecido como príncipe Teiú, muda seu nome para Alex e se prostitui, até que se une à tribo de guerreiras, as Icamiabas. Então o inimaginável acontece: ela perde o ritual de iniciação e é forçada a enfrentar a mesma pessoa da qual fugia.O príncipe Teiú precisa de Angélica. Depois de tanto tempo lutando sem sucesso para dominar a moça, ele está confuso. Não sabe mais qual é seu pior infortúnio: viver longe de Gaha – seu planeta –, ou ela surgir como peça principal para desfazer a magia que o mantém exilado de seu verdadeiro lar.Já Joana, agora enfrenta outra adversidade: Cauã, seu amor, foi obrigado a retornar ao seu astro, o Sol. Ela ficou para trás, sendo obrigada a lidar com o abandono. Então ela resolve fazer o que jamais poderia: desafiar o amor.Nesta segunda parte da série “Esmeralda”, os personagens arriscam tudo pelo amor. E desafiam forças do sistema solar e até mesmo do universo.

Hora de fazer mais uma resenha de livro nacional. Tudo por amor é o segundo volume da série Esmeralda, da autora Ana Ferrarezzi. Se você não conhece a série, recomendo que, antes de ler essa resenha, leia a resenha do primeiro livro. Mais um recado. Não é de política do blog dar spoilers nas resenhas, mas pode ser que essa resenha tenha spoilers do primeiro livro.
Agora sim, vamos lá. Nesse segundo volume, começamos tendo um contato maior com as icamiambas. Com a Angélica em especial. Ela vai ser a protagonista de um dos núcleos dessa história. Bom, para se tornar realmente uma icamiamba, as meninas passam por um teste onde são desafiadas por um homem. Cada um tem direito a escolher uma arma para lutar. Caso a icamiamba perca, esse homem tem direito de levar a linda moça consigo por um dia.
"Você se tornou minha obsessão. É você que me possui e não o contrário. O único tirano nesse recinto é você." Pág. 96
Pra história fazer sentido, vou voltar um pouco pra Angélica: A moça do sertão foi vendida por seu pai. Para não ir para seu "comprador", ela fugiu para São Paulo e, para se manter, a moça começou a se prostituir. Mas ela serviu a apenas um moço, que pediu (por escrito) para ser chamado de mecânico e nunca disse nada. Esse mecânico pediu exclusividade a seu cafetão. Entendido, não?
Bom, na luta das icamiambas, o adversário de Angélica era ninguém mais, ninguém menos que o próprio mecânico. Como Angélica ficou muito abalada de vê-lo na arena, acabou perdendo para ele. Ele a levou para um carro, entregou um bilhete que dizia que ele iria levá-la ao príncipe Teiú. E assim ele faz, mas o príncipe não pode permitir que Angélica o veja. E assim começa a melhor história de amor da bagaça toda porque já sou apaixonada pro esse casalzão que, claro, começa querendo se matar, mas depois rola muita coisa bacana entre eles, altas revelações e tal's. Antes de ir falar do nosso núcleo principal (Jaci e Guaraci), preciso comentar que tem uma "fala" da Angélica nesse livro que me surpreendeu. Nunca li nada com nenhuma referência de uma personagem feminina falando sobre masturbação e a Angélica nos revela um detalhe importante e significativo pra história sobre a sua intimidade. Achei bafo, achei revolucionário, achei empoderador pra caramba.
"De fato, ela não deveria, mas a verdade era que, durante a noite, ao se tocar, imaginava como poderiam ser os olhos fulminantes do seu carcereiro." Pág. 85
Bom, esse é só o começo da história. Eu tava tão envolvida com esses dois que, quando o núcleo muda pro principal, fiquei até tristinha. Enfim. Vamos a eles: Cauã e Joana. Um casal que não é meu favorito, mas tem seu valor. Enfim, Cauã e Joana tão naquele lance da Joana não lembrar das vidas passadas dela, mas ai ela precisa ir até a Lua e lá ela se recorda um pouco de suas vidas, mais precisamente do nascimento de um de seus filhos. Isso mexe com a moça.
"Também foi obrigada a escutar um discurso longo sobre como uma moça deveria agir e vestir para não induzir desejos incontroláveis nos homens. Como se eles fossem meros bichos sem controle." Pág. 57
Gente, é muita coisa pra tentar resumir, mas vamo lá. No final do primeiro livro, a gente tinha descoberto que a mãe da Joana tava grávida e nesse descobrimos (eu já sabia) quem é o pai e também quem é o pai de Joana. Que mais. Ah, Gabriel, a própria entidade do amor, está evoluindo de maneira muito potente e isso também tá mexendo com todo mundo, inclusive Joana que sente uma atração inegável por ele (e quem não?). Entidades de outro sistema solar vem pra Terra ajudar a o Jaci desse sistema ensina Joana a como drenar parte da energia de Cauã para que ela não queime durante o sexo e a cena dele mostrando pra ela como faz isso... Colegas... É um negócio melhor que qualquer cinquenta tons. Não tem nada explícito, nada, mas é tão sexy que olha... Enfim. Joana engravida! Jura Cauã de morte durante o parto.
Cauã precisa ir para o Sol por 10 anos, já que seu astro está passando por tempestades solares e ele precisa ir pra controlar. Joana não gosta nadinha disso. Ainda mais que, no dia anterior a sua subida, Cauã é dopado, levado para um motel, traí Joana e ainda trás Jurupari. Uma loucura atrás da outra.
Angélica e Joana vão pra Terra sem Mal, uma aldeia indígena maravilhosa, intocada pelo homem e que mantem todos os seus costumes. Como eu queria ter o privilégio de viver em um lugar assim.
Bom, falei bastante sobre a história, mas vocês leem resenhas pra ver opinião, se não liam somente resumos. Eu gostei de mais desse livro. Eu me envolvi muito com a história da Angélica e do Antônio. Achei os dois tão intensos, tão verdadeiros...
"O tempo é impalpável, relativo e a percepção dele segue uma regra individual de cada mundo." Pág. 219
Os outros personagens foram incríveis também. Aqui ficamos sabendo um pouco sobre o passado do Gabriel e eu adorei isso. Temos um contato maior com a Lina e o orfanato e tem cenas, colegas, que quebram nossos corações. Rodrigo aparece novamente pra infernizar a vida de todo mundo. Como eu odeio esse cara. Ele é foi tão bem construído pra ser odiado que é elogiável. Eu queria saber porque não consigo me apegar ao Cauã. Acho a Joana tão incrível que acho ele meio que uma parte que sobra nesse relacionamento. Sem ele, Joana seria tão incrível quanto com ele, sabe? E ele toma umas decisões muito duvidosas.
Enfim, esse segundo livro foi muito bem pensado, muito bem escrito, com muita ação, personagens incríveis, um pouco de coisa de mais acontecendo em algumas partes (mas essa sou só eu assustada) mas incrível. Tenho suspeita sobre alguns casais que podem se formar e fico aqui, né, pensando no que vai acontecer nos próximos livros. Ana, surpreenda-me.

Ficha Técnica...

Título: Tudo por amor
Autora Ana Ferrarezzi
Editora Talentos da Literatura Brasileira
584 páginas
Ano 2017
Nota: 4
Nota no Skoob: 4.8

Quote escolhida pro projeto Poteando Quotes







Concluindo: Um livro empolgante, com personagens envolventes e uma história de tirar o fôlego. Eu, particularmente, tiraria algumas partes, mas essa sou apenas eu sendo chata.

Essa foi a resenha de hoje. A série Esmeralda já ganhou meu coração e me deixou ansiosa para as continuações que ainda virão. Espero que vocês se interessem em ler. Ah, já falei que é baseada no nosso folclore? Um beijo e até a próxima.



6 comentários:

  1. Oi Lary, tudo bem?
    Adorei a dica do livro, ainda não li, mas adoro a literatura da Ana. Fico feliz que tenha sido uma leitura prazerosa
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fe
      Foi uma leitura bem gostosa. Recomendo.

      Excluir
  2. OI, Lary.
    Uau, quantos quotes.
    Bem gostoso quando pegamos um livro cheio de quotes para levarmos pra vida.
    Adorei a sua resenha. Não é um gênero que tenho hábito de ler, mas sua empolgação foi tanta que fiquei curiosa rs.

    Tenha uma ótima noite!

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naty
      Eu adoro livros de romance com fantasia, então esses me pegam de jeito hehe
      Abraço

      Excluir
  3. Oie Lary tudo bem?

    Eu fiquei tão absorta pela resenha, que mesmo não conhecendo o primeiro livro, muito menos a autora dei continuidade na leitura da resenha (na parte dos leves spoilers eu dei uma "puladinha" kkkkk, mas mesmo assim eu amei a sua resenha e achei a premissa desse livro mega envolvente. Vou dar uma conferida na resenha do primeiro livro e deixar um comentário lá também =).

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ve
      A série está ficando muito boa. Já estou ansiosa pelas continuações.

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza, da mesma forma que não deixar o link pode resultar em falta de retribuição;
♥ Se o seu comentário for: Adorei seu blog. Retribui? A resposta é NÃO;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo