24 janeiro 2018

Resenha #132 - As vantagens de ser invisível

|| ||

Cartas mais íntimas que um diário, estranhamente únicas, hilárias e devastadoras - são apenas através delas que Charlie compartilha todo o seu mundinho com o leitor. Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento no ambiente da escola, um local por vezes opressor e sinônimo de ameaça. Uma leitura que deixa visível os problemas e crises próprios da juventude.

Eu tenho que começar dizendo que foi incrível conhecer o Charlie e seus amigos e familiares. Essa é, com toda a certeza do mundo, uma história única. Um livro todo contato em formas de cartas. Cartas escritas para um amigo que nunca recebe um nome e que, acredito eu, nunca recebe as cartas, por que pra mim, elas nunca foram enviadas.
"Comecei a pensar que houve uma época em que essas coisas não eram lembranças." Pág. 96
Charlie é um adolescente bastante solitário, com muitos problemas para uma pessoa tão nova. Seu melhor amigo cometeu suicídio. Sua tia e pessoa mais próxima que ele tinha morreu anos atrás. Em sua escola ele é considerado estranho. Enfim. O Charlie é bem cheio de problemas. Ai em um jogo da escola ele se senta próximo ao Patrick. E o Patrick é legal com ele. E tem a irmã de criação do Patrick, Sam. Ela também é legal com ele e eles o apresentam para o seu grupo de amigos e assim, Charlie se vê entre pessoas interessantes e que realmente gostam dele.
"Seria legal ter um amigo novamente. Gostaria disso mais do que uma namorada." Pág. 31
Tudo simples e resolvido. Certo? Não. Os nossos problemas não somem assim.
Esse é um livro intenso sobre descobertas, sobre amizade, sobre adolescência e sobre se aceitar. É também um livro sobre família, sobre abuso, sobre drogas. Acho que é por isso que ele me emocionou tanto. Ele é um livro sobre muitos temas e trabalha todos muito bem. Não é algo que fica jogado no ar.
Charlie e seu pai conversando sobre garotas: "se ela disser não, você tem que concluir que ela quis dizer não mesmo..." Pág. 133
Muitas pessoas indicam ele como um livro para se ler em um dia. Eu não o li em um dia. Demorei pra ler ele. Porque é pesado e eu ficava ruim e tinha que parar por um tempo. Eu sou bastante sensível com histórias e acabo sempre me envolvendo de mais. Com esse livro não foi diferente. No final dele eu já estava em lágrimas, desesperada, horrorizada por perceber a cosia toda que tinha acontecido na vida desse garoto.
É um livro muito bem escrito, com muita referência a cultura pop, muitas indicações de livros e que vai fazer a gente se identificar ao menos um pouco com algum dos personagens. Se eu vou reler? Acho que sim, mas não tão cedo.
"É muito mais fácil não saber das coisas de vez em quando. E apenas comer batatas fritas com sua mãe." Pág. 154
Assim que finalizei a leitura, fui rever o filme. Ai eu fiquei mal uns dois dias depois. Porque, como eu disse, eu sou muito sensível. Eu fiquei chorosa, com medo de sair de casa e só queria ficar deitada curtindo a fossa. Então se você, como eu, é bem sensível a essas coisas, leia em um momento da sua vida que você esteja bem de boa, super feliz e tals. Eu não estava em um momento muito bom e ele não ajudou a me animar.
A edição é bem feita, embora eu não seja muito fã dessa capa do filme no livro. As folhas são brancas, mas as fontes são grandes e facilita a leitura. A revisão está bem feita.

Ficha Técnica...

Título original: The Perks of Being a Wallflower
Título: As vantagens de ser invisível
Autor: Stephen Chbosky
Editora Rocco Jovens Leitores
224 páginas
Ano 2012
Nota: 5
Nota no Skoob: 4.4

Quote escolhida para o projeto Poteando Quotes










Concluindo: É uma ótima leitura e muito emocionante. Não recomendo pra todos, mas se você quer algo pra te emocionar, leia.

Se você já leu esse livro, conta aqui pra mim o que achou da leitura dele. Me conta também como se sentiu lendo ele. Adoro quando vocês compartilham as experiências de vocês. Um beijo e até a próxima.



26 comentários:

  1. Ai, que resenha mais linda de se ler. Adorei.

    Eu não tenho esse livro na minha estante porém já ouvi falar bastante dele. Tentei assistir o filme (faz bastante tempo) mas a minha mania de assistir filmes pela metade não me deixou terminar.

    Com essa resenha, com certeza vou voltar a saber mais dele.

    Beijos!
    www.floresceraalma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim ver filme pela metade criatura? Acho que se eu fizer isso tenho um treco. Assista ao filme. É tão lindo.
      Beijo

      Excluir
  2. Oiê Lary, adorei a resenha captou bastante a história, já assisti o filme e amei é lindo demais.
    Beijos!

    https://regianeferreirablog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ainda mais intenso que o filme, como quase sempre.
      Beijos

      Excluir
  3. Ai preciso ler esse livro, já tinha visto ele nas prateleiras mas nem liguei rs, mais depois desse post fiquei super curiosa pra ler.

    Beijos.
    garotascomovoceoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu consegui ele em uma troca no Skoob. Não me arrependo nem um pouco. Leitura muito boa.
      Beijos

      Excluir
  4. Amo demais esse livro, preciso reler esse ano pra ver se sinto as mesmas sensações que senti a primeira vez que li, anos atrás!

    Beijoss
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo fazer releituras, mas deixo um espaço grande de tempo antes de reler, sabe? Eu preciso reler a série Os Imortais pra saber se mantenho os livros ou troco.
      Beijos

      Excluir
  5. Olá bom dia!
    Navegando em blogs amigos, cheguei até o seu e amei suas postagens.
    Já estou seguindo e com certeza voltarei mais vezes.
    Estes links são dos meus blogs, caso deseje conhecer e seguir os mesmos,será um prazer. Abraços, tenha um belo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Obrigada pro seguir aqui. Você não deixou nenhum dos seus links, mas vou ver se encontro seu blog por aqui.

      Excluir
  6. Sabe que nunca dei moral para esse livro, sei lá acho ele com cara de ruim. Mas li sua resenha e mudei de ideia, vou assistir ao filme e ver o que acho já que não tenho o livro.
    Resenha maravilhosa
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Re ele tem cara de lindo kkkkk. A capa del não ajuda mesmo, é real, mas a história é bem boa.
      Beijo

      Excluir
  7. Lary, que bom que você gostou! Quando eu entrei aqui e vi que tinha a resenha desse livro eu fiquei, tipo: "Por favor diga que gostooooooou!", hahaha. "As vantagens de ser invisível é um dos meus queridinhos da vida, eu li ele faz um bom tempo - e li mais de uma vez - e eu o amo tanto! Ao ler a tua resenha, eu só consegui sentir ainda mais saudade do Charlie. E sim, é um livro forte, pesado, mas tem suas bonitezas... ♥
    Um super beijo!
    Thami, Blog Historiar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thami
      È aquele tipo de livro que tem que estar preparado pra ler. É muito bonito mesmo.
      Um beijo

      Excluir
  8. Oi Lary, tudo bem? Eu estava com vontade de ver o filme, mas acho que vou ler o livro primeiro e me preparar pq acho que tb não conseguirei ler em um dia só não rsrsrrss

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi
      Recomendo que leia o livro primeiro, porque ai ao ver o filme vai tirar possíveis dúvidas e se ver o filme primeiro, vai perder um pouco da emoção.
      Beijos

      Excluir
  9. Confesso que me deu vontade de ler novamente o livro por causa de sua resenha ♥
    Mal comecei a ler e já acabou, muito gostosa de ler.
    Fiquei encantada com esse livro, cada página, cada linha... Amo esse livro! Me apeguei fortemente aos personagens!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro amorzinho, pra guardar no coração.

      Excluir
  10. Adorei o post muito bom mesmo
    Ja sigo seu blog muito lindo, ganhou uma leitora fiel

    http://coisasdecrespasoficial.blogspot.com/2018/01/contominhahistoria-3.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz de saber que tem mais alguém que vai dar as caras aqui

      Excluir
  11. Eu assisti o filme primeiro e confesso que a escolha foi por causa da atriz Emma Watson, pois eu não sabia nada do enredo. Eu me apaixonei pelas personagens, direção, trilha, enfim, por tudo. Só depois fui ler e adorei também. Eu já vi e revi, li e também pretendo ler novamente um dia. Adorei a resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm vi o filme por conta da Emma. Sou dessas. Mas que bom que fiz isso. Encontrei uma trama incrível.

      Excluir
  12. Eu sou apaixonada nesse livro, ele é de uma simplicidade tremenda mas tem uma força... que abala as estruturas de qualquer um, mas, assim como você, terminei a leitura dele em lágrimas e depois queria sair abraçando todo mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro simples, intenso, com mensagens lindas e complicadas.

      Excluir
  13. Eu amo o filme, mas nunca li o livro. Tá na minha lista a um tempo, mas sempre passo outro na frente. Depois da sua resenha fiquei animada para ler. Chorei tanto com o filme, e já estou prevendo que vou chorar com o livro também.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna
      O livro é bem lindo. É bem escrito e é emocionante.
      Beijos

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente aos domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Se quiser a retribuição, deixe seu link.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo