09 agosto 2015

Especial de Dia dos Pais

|| ||
Meu pai com meu filho. Amor de mais
Ultimamente tenho falado bastante no blog sobre como é ser mãe, que é o meu lado, o lado que eu sei sobre cuidar de filhos. O Yan não é dos mais falantes, mas eu vejo como é a relação dele com o Miguel e sei também como foi e é a do meu pai comigo.
O Yan é o tipo de pai que não troca fraldas, mas se envolve de todas formas possíveis. Por enquanto, o Miguel só mama no peito, então alimentação é por minha conta, porém ele passa bastante tempo com ele, brinca muito e ele consegue acalmar o Miguel quando eu estou perdendo a calma, assim nós dois nos acalmamos.
Tenho certeza que ele será o tipo de pai que incentiva o filho a ir pra balada, mas também o que pega no pé pra ir bem na escola. O jeito é esperar pra ver.
Minha relação com meu pai ficou meio estranha alguns tempos, mas hoje ela é ótima, mesmo estando longe e isso me deixa feliz de mais. Fico com um aperto no coração por estar longe deles e, consequentemente, pelo meu filho estar longe dos nonos.
Meu pai nunca foi o tipo que conversa sobre as coisas da vida, sobre namoro e coisas assim, mas ele me ensinou muito sobre a vida e muita coisa boa. Com 3 anos, ele me ensinou a ler e eu já conseguia até mesmo ler sem ajuda. Posso dizer então que meu amor pelos livros começou graças a ele.
Desde que vim embora pra Osasco, sinto muita falta de meus pais, porém quando descobri que estava grávida, a saudade começou a ficar ainda maior e eu sempre fico me perguntando como será que meus pais acham que estou me saindo como mãe, se meu pai aprovaria as minhas escolhas. Mesmo que eu não admitisse isso a ninguém, a opinião do meu pai sempre contou muito pra mim. Sempre buscava ter a aprovação dele. Eu sempre quis que ele se orgulhasse de mim, que tivesse orgulho ao conversar com os amigos sobre as conquistas de sua filha mais velha. Espero estar conseguindo tornar esse desejo uma realidade.
Todo mundo sempre fala da importância da mãe e tal, mas pouco se fala sobre o papel do pai na criação e formação de caráter dos filhos. Acredito que a figura do pai é aquela de um super herói, pelo menos era assim comigo. Pra mim, principalmente durante a infância, meu pai era o exemplo de rocha, de pessoa que nada poderia abalar, o refúgio, o porto seguro.
Acredito que a mãe é mais o lado emocional, pois somos nós que abrigamos esses pequenos seres antes de nascerem, nós somos o primeiro cheiro e o primeiro som a ser reconhecido pelos bebês, mas o pai sempre está lá. Para a criança, aquela ainda é uma figura desconhecida, algo a ser explorado, basta deixá-los juntos que ambos vão se descobrindo e percebendo um amor e uma ligação tão forte quanto a umbilical.
Minha família linda. Mamãe, papai, Lele e eu
Eu sou o tipo de pessoa calma, que não sabe fazer piadas e preciso de um empurrãozinho pra brincar de algo que não seja de cartas ou tabuleiro. O Yan já gosta de jogar bola, video game e coisas assim, então acredito que o Miguel recorrerá a cada um quando perceber quem pode suprir o que ele deseja no momento.
Acabei de perguntar para o maridinho: "Tenta me explicar como é ser pai.". A resposta não poderia ser melhor: "Não tem como explicar, mor". Graças a essa frase, tiro a conclusão de que ser pai é como ser mãe, só que do lado de lá, do lado que, infelizmente, acaba passando menos tempo com as crias.
O que eu queria mesmo neste dia dos pais é estar abraçada com meu querido Márcio, primeiro amor da minha vida. Quando criança, eu dizia para meu pai que iria me casar com ele quando ficasse mais velha. 
Se você estar com seu pai, aproveite muito esse dia, esses momentos de vocês. Abrace-o muito, sempre diga o quanto o ama. Muitas vezes é difícil entender e aceitar as coisas que nossos pais nos falam, mas um dia você perceberá que eles tinham razão e agirá como eles hehe.
Para os papais que estão lendo, eu desejo um feliz dia dos pais e que seus filhos sejam sempre motivo de orgulho em sua vida. Para os futuros papais: ouçam seus pais hoje, conversem sobre  tudo com eles. Isso os ajudará a ser um bom pai no futuro. Para as mamães: agradeça a figura paterna que seu filho tem. Diga da importância que ele tem na formação de caráter de seu filho.
Um beijo e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos as quartas e ao domingos.
♥ Para deixar seu link, use esse exemplo Nome do seu blog
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo