12 dezembro 2020

Resenha #177 - Laços

|| ||

"Bateu as mãos para limpar a terra delas, mas ainda restara um pouco debaixo das unhas. Era sempre assim após um trabalho sujo."
Bianca Sousa


 

Apesar da aparência frágil, Lívia é perigosa.
Aprisionada em uma torre por uma bruxa cheia de segredos e um passado obscuro, Lívia e ela estão mais entrelaçadas do que gostariam.
Contudo, a chegada de um misterioso caçador ao reino de Corvina pode pôr tudo a perder e trazer à tona medos e desejos há muito esquecidos.
"Não existem leis, somente 3 regras: Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dadas com o amor."

Essa foi a primeira Leitura Coletiva que participei e gostei da experiência, embora eu tenha descoberto que ler com limite de páginas não é pra mim, valeu a experiência e todas as meninas que participaram foram fantásticas. Enfim, vamos falar da história que é isso que vocês querem saber.

A história de Laços...

Assim que a história começa, conhecemos uma jovem aprisionada em uma torre (soa familiar?), mas essa não é uma jovem comum. Assim que a Lua desponta no céu, ela se transforma e usa seu lindo canto hipnotizante para atrair algum jovem rapaz para sua companhia. Mesmo lutando contra o impulso, ele não consegue se libertar e logo está no alto da torre com ela. Após "se envolverem fisicamente", ela crava suas presas em seu pescoço e drena todo seu sangue, se alimentando. Quando se alimenta, seus longos cabelos pretos se tornam rubros. Lívia, a donzela com rosto de boneca de porcelana, é uma vampira.
Assim que mata sua vítima, aparece uma figura em seu quarto na torre, uma bruxa, que leva o corpo do jovem embora. Lívia tenta atacá-la, mas falha em sua missão. Ela vive nessa ânsia de se livrar da bruxa que a mantém prisioneira. Lívia e a bruxa vivem uma relação abusiva e simbiótica, uma precisa da outra, mas Lívia não sabe muito bem qual é o seu papel nessa história.
"Eu vou pegar você e destruir tudo o que você ama. Vou te reduzir a nada. No final, você vai implorar pra morrer."

A bruxa, por sua parte, vista a um primeiro momento como desalmada, vai se mostrando muito mais do que isso.
Uma família do vilarejo que teve sua filha sequestrada ainda neném, contrata um caçador, um homem que vive para ganhar seu dinheiro, independente do que tenha que realizar para recebê-lo. Esse caçador vai se envolver com nossas duas moças.
"Ele era grandalhão, um amontoado de músculos e cicatrizes. Não tinha barba e usava o cabelo castanho bem baixo, provavelmente para não ser pego facilmente em brigas ou batalhas. Os olhos também castanhos eram opacos, como se a vida já não tivesse mais valor algum para ele."

Em outro núcleo ainda encontramos um rei tirano e seu filho aprisionado, detentor de todo ódio e mágoa de seu pai. Sua mãe morreu ao lhe dar a luz, deixando o garoto desamparado de família, tendo somente sua ama e, de uma forma bastante curiosa, a companhia de Lívia.
"Felipe era alto, esbelto e delicado. Os cabelos castanhos-cobre, longos quase até os calcanhares, brilhavam tanto que as moças chegavam a invejá-lo. Os olhos âmbar, divertidos, pareciam ouro derretido, mas cintilavam perigosos. E o sorriso... bem, o sorriso deixava claro que escondia algo, mas era um sorriso lindo de ver."

 

A opinião da Lary sobre o livro...

Pra começar eu me envergonho de assumir que era pra eu ter postado essa resenha a, no mínimo, dez meses atrás, mas as coisas ficaram meio bagunçadas por aqui e foi por isso que ela foi ficando para depois. 
A leitura de Laços foi muito intensa e envolvente. Achei a história muito bem construída e a referência a clássica história de Rapunzel é bastante visível. Pelo que percebi, o estilo da autora é bem esse, pegar histórias mais clássicas, repaginá-las e nos fazer nos apaixonar por esses personagens repensados, com novas pitadas de fantasia e o que mais vier. Bianca faz isso maravilhosamente bem.
Lívia é uma protagonista muito envolvente. Ela tem uma inocência, mesmo sendo uma assassina. A bruxa não é completamente má. Conforme vamos descobrindo a história dela, acabamos nos apegando com a personagem. Ao menos foi assim comigo. O caçador, durão, cheio de cicatrizes, se mostra muito mais bondoso e compreensivo do que qualquer um esperaria. Digamos que, nesse livro, ninguém se mostra o que realmente é. 
Uma leitura que nos ajuda a quebrar preconceitos, de forma bem subjetiva, escondida. 

Outras quotes...


"O crepitar do fogo sempre vinha embebido de risos e sede de crueldade das pessoas. As mesmas que frequentavam Igrejas e podiam banhar-se à luz do sol."

"Precisavam do medo dos pobres para continuarem a liderar. O medo aprisiona mais do que qualquer força física ou o feitiço mais poderoso."

"O caçador desejou no fundo do seu âmago dar a ela o que precisava, porque o desejo dela se tornou o dele naquele instante."

"Antes era um agradecimento, agora é uma resposta. Você não sabe o que procura, então não venha me encher com suas baboseiras."

"Por mais que fosse pago para fazer o que a maioria não tinha coragem, por mais que fizesse coisas que sabia que precisavam ser feitas, ele acabava se sujando também. Será que por matar tantos monstros - humanos ou não -, não acabara ele se tornando um?"

"Descobrira tardiamente que a vida era sim como um rio: seguia sempre em frente, apesar dos percalços. Não tinha outra escolha senão seguir adiante."

"No entanto, muitas vezes encontramos o destino querendo fugir dele. Sina."

"Lidar com pessoas era infinitamente mais desagradável."

"Tem o olhar de quem já viu muita maldade no mundo"

"Culpa, culpa, culpa! É só nisso que as pessoas ditas 'boas' usam como apoio para controlar a insanidade que há em todos nós."

"Uma moeda tem sempre dois lados, minha cara. Se as bruxas da Floresta praticam magia de luz, nós, as bruxas do Pântano, praticamos magia da escuridão. Dois pesos, duas medidas. O mundo precisa de equilíbrio."

"_É no escuro que a luz brilha, minha cara."

"Shiori amava muito a sua comunidade, mas acima de tudo amava a si mesma."

"_Na verdade, ela não é má. Ela apenas tira da natureza uma energia diferente. Está tudo aqui, em todo lugar, irmã."

"Gabriel não sabia que uma mordida podia ser tão excitante. Queria mais dela. Queria prová-la também."

"A culpa não conserta nada, não faz você se sentir melhor, nem àquele a quem você fez mal."

"Por isso, tenha em mente que não existe certo ou errado, somente a certeza de que há consequências, e você precisa estar preparada para elas. Sem arrependimentos, nem culpa, apenas preparada para aceitar o destino que escolheu."

"_Já disse para não se preocupar - ele disse, mas a verdade é que se sentia bem com alguém se preocupando com o bem-estar dele."

"Queria acreditar que as noites passadas com Gabriel não eram nada, mas tinha medo disso também. E se... ele não a amasse de volta?"

"_É normal ter medo. O amor é um pulo no escuro. Ainda bem que você pode enxergar na escuridão, não é mesmo?! - Ele riu, mas diante da expressão séria de Lívia, se retratou: _Não se sabe nunca se vai dar certo, mas é a única coisa pela qual vale a pena viver... ou morrer."

"O quanto a vida de alguém mudava depois que encontrava o amor?"

"Sua vida estava mudando drasticamente e, agora, prestes a romper o único laço estável, embora podre e ruim, ainda um laço que representava toda sua vida. Lívia nunca imaginou como o desconhecido podia dar tanto medo."
 

Ficha técnica...

Título: Laços - Por que ter medo da escuridão, se ela permite que a luz possa brilhar?
Autora: Bianca Sousa
Publicação independente
214 páginas
Ano 2016
Nota: **** (4/5)
Nota no Skoob: 3.9


Bianca Sousa



Concluindo: Um livro muito bem escrito, com personagens envolventes e lições valiosas. Recomendadíssimo.

Caso tenha se interessado por Laços, pode gostar também de:
Por ser da mesma autora:
O canto do cisne
A rainha dos sete mares
 
Por falar sobre bruxas:

Me conta se você já conhecia o livro, ou se já conhecia a autora. Me conta o que achou da resenha, qual foi sua quote favorita?
Beijos e até a próxima


 
http://vidasempretoebranco.blogspot.com/p/anunciantes.html

5 comentários:

  1. Oi.
    Gostei muito da resenha e livros que nos faz refletir sobre atitudes é sempre muito bom. Achei bacana também você colocar que a resenha era para ter saído meses antes mas, esse ano tudo virou de ponta a cabeça o importante é que saiu rs
    Beijos.



    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/



    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Amei saber sobre a referência e gostei também que depois de vários meses você não desistiu de postar essa resenha, achei válido a leitura pois além do aprendizado serve de muita inspiração.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. É muito bom postar uma resenha mesmo que ela tenha saido com atraso haha
    Não conhecia o livro, já li e gostei de alguns livros que usam como referencia contos e livros clássicos.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e amei a sua resenha! Parece ser uma leitura cheia de aventuras. Adorei os quotes que você selecionou também <3
    Beijoss, Nada Produtiva ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Não conhecia esse livro mas que bom que gostou. A história realmente parece interessante. Ah, e leituras coletivas são realmente ótimas, mas ler com limites de páginas é realmente complicado. Gosto quando tem uma liberdade um pouco maior também.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza, da mesma forma que não deixar o link pode resultar em falta de retribuição;
♥ Se o seu comentário for: Adorei seu blog. Retribui? A resposta é NÃO;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo