15 março 2017

Resenha #85 - Érica

|| ||
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui expressas são minhas, sem interferências, na tentativa de passar a vocês o que senti ao longo da leitura.
Érica tinha uma vida normal em Fortaleza até a manhã em que seus pais foram mortos em seu lugar. Após descobrir que foi incluída na lista negra da Ordem das Doze Tribos de Israel, recebe um convite para se tornar uma agente da União Europeia, que luta com todas as suas forças para impedir que judeus fundamentalistas exterminem a humanidade.Enquanto isso, em Moscou, dois jovens sobrevivem a um duplo atentado que mata quase todos os seus amigos e lidam com a revelação de um segredo que envolve uma das vítimas. No Cairo, uma ONG islâmica tenta escapar de uma armadilha arquitetada pela ODTI para submetê-la ás suas decisões. Em Washington, sede da Ordem, a filha de um funcionário da Casa Branca cai em ciladas para que seu pai colabore com os radicais. Em Pequim, um filho procura o pai, há meses desaparecido...Todas essas histórias se conectam. As tensões não são apenas entre povos e religiões, mas também entre pais e filhos, amigos, casais. E a pergunta que não quer calar: conseguirá Érica salvar o mundo da destruição cada vez mais próxima?
Iniciei a leitura com certa dificuldade. Estava certa de que seria algum drama adolescente, mas  logo as coisas mudaram, Ai apareceram diversos personagens, em diversos lugares no mundo e aquilo começou a me confundi. Eu não entendi realmente a ligação que eles poderiam ter, mas no final, tudo faz sentido e me senti estúpida por não ter percebido antes.
Longe de ser um drama adolescente, Érica é uma história sobre acreditar em seus ideias, sobre mentiras e sobre como as pessoas usam a religião pra manipular outras pessoas.
Durante a leitura do livro, refleti muito sobre religião e o que seus seguidores fazem pra defender seus ideais. Não quero dizer que todo religioso é fanático. Eu tenho minha religião, mas não tento impor ela a ninguém e tenho pensamentos contraditórios aos pensamentos de grande parte das pessoas da mesma religião que eu conheço. 
Ele não é um livro sobre religião. É um livro sobre amizade, sobre ideais, sobre vingança. É um livro que vale a pena ser lido. Muito bem escrito. A Larissa (sim, a autora é minha xará) tem uma forma muito particular e gostosa de escrever. Acho que nunca li algum livro que contasse uma história parecida. Super original. 
"[...] a prima teria toda a herança dos pais, o que era muito. Abriria mão de cada centavo se isso trouxesse os pais de volta." Pág. 136
As personagens são bem construídas, então não encontrei ninguém pro posto de odiável pra esse livro. O que é muito bom. A pessoa que odeio nessa história foi escrita com esse propósito, então não me sinto culpada em odiá-lo. 
A edição que tenho é bem bonita, as margens são boas, assim como fonte e espaçamento. Na introdução de um novo capítulo, tem um detalhe com o título do livro, que também é o nome da protagonista. Ele tem outras edições, mas só posso falar da minha.

Outras quotes:


"_Os outros garotos da escola ou são burros que pensam que dois mais dois são peixe, ou fazem bullyng com os outros, ou são riquinhos esnobes, ou disfarçam a revista pornô com uma publicação científica pra se fingirem de nerds." Pág. 129 (Precisava por esse quote por conta do dois mais dois são peixe kkkk)

"_Além disso, você ia ser estuprada. Seria tão criminosa quanto aquele homem se tivesse tudo acontecer sem fazer nada." Pág 158

"Numa guerra, não existem vencedores." Pág 270

Ficha Técnica...

Título: Érica
Autora: Larissa Medeiros Barros Leal
Expressão Gráfica e Editora
270 páginas
Ano 2013
ISBN-13: 9788542002461
ISBN-10: 8542002466
Nota: 4
Nota no Skoob: 4.1

Quote escolhida pro projeto Poteando Quotes



Detalhe da edição

Concluindo: Não é uma leitura fácil e nem um livro que indico pra qualquer leitor, mas pra quem gosta de leituras mais profundas, com algum fundo religioso, esse pode ser um bom livro. Pra quem não quer muito romance romântico, esse também é uma boa pedida. Foi uma leitura que me agradou muito, de modo geral, que aborda temas pesados sem deixá-los tão pesados assim.

2 comentários:

  1. Achei o primeiro trecho meio louco, é muita informação, mas parece bacana a julgar pela nota no Skook e pela sua resenha que aliás gostei demais, pois colocou bem a questão do público do livro, já que uma leitura difícil pode não agradar a todos, mas com certeza é uma boa leitura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... O início do livro é bem confuso. Eu fiquei meio perdida, sem saber o que ali fazia sentido, se é que fazia algum sentido. Mas ai fui começando a entender e amei a leitura.

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente nas quartas e domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo