03 janeiro 2014

Resenha #21 - Suicídios em Bom Jesus

|| ||


 Ficha técnica...

Título: Suicídios em Bom Jesus
Autor: André Tressoldi
Ano: 2012
Editora Desfecho romances
Gênero: Policial, Romance
132 páginas
Personagens principais: Ricardo Torres, Letícia
Local e época em que se passa a história: Na cidade de Bom Jesus. Época atual
Outras informações...
Eu peguei o livro: Na minha prateleira
Nota: *** (3/5)
Status:Lido em dezembro
Eu comprei ou ganhei? Ganhei de uma parceria com o autor.

O livro em si...

A capa é bonita?
Eu acho a capa meio estranha... Depois descobri que ela tem um pouco a ver com o final do livro
A diagramação é boa?
Sim. A fonte está com um tamanho ótimo
Tem detalhes no interior?
Não
As páginas são amareladas? 
Não

Na contra capa...

Em uma pequena cidade do interior gaúcho começam a ocorrer uma série de suicídios, todos sempre no inicio dos meses. A população entra em pânico e, enfrenta uma enxurrada de repórteres, que logo são abominados. Depois do sexto suicídio consecutivo, o Sr. Klaus Fritz, acreditando não se tratar apenas de suicídios, contrata o detetive paulistano Ricardo Torres Godoy, este percorre um longo caminho para a elucidação dos fatos e se apaixona por uma jovem linda e carismática. Suicídios em Bom Jesus é um romance surpreendente, com uma leitura leve, ágil e cativante, capaz de fornecer aos leitores momentos de leitura prazerosa, sem deixar de conter, nas entrelinhas, reflexões sutis e poderosas.

Sobre o autor...

André Alge Balestra Tressoldi nasceu em Joaquim Távora/PR, no ano de 1976. Desde julho de 2011 é advogado. Antes disso, como todos os brasileiros qeu se esforçam para mudar de vida, passou por poucas e boas, como ter o visto de entrada nos Estados Unidos negado e ser deportado da Inglaterra. Mas é como dizem: o brasileiro não desiste nunca, e ele não desistiu, continuou lutando. Há tempos queria escrever, mas apenas no final de 2010, por incentivo de alguém, começou a saga. Não parou mais, tendo produzido a obra Suicídios em Bom Jesus (romance policial) e os infantis O Menino e o Mamangava e A Menina da Calopisita (ainda não publicados). Atualmente trabalha no projeto de um livro de terror.

Opinião da Lary...

Eu gostei bastante do livro. Nunca fui muito de romances policiais mas eu gostei bastante desse e me deu até vontade de procurar mais livros do gênero. Juro que eu não imaginava aquele final nem em um milhão de anos! O romance do Ricardo com a Letícia dá aquela pitadinha sexy e fofa que faltava. Falar de um tema tão sério e tabu da forma como o André falou, é algo que poucos autores conseguem ao longo da vida. Ele está de parabéns.
Trecho que mais gostei: "Despediu-se dela com um beijo. Gostaria que aquele momento se tornasse eterno, nas galerias imortais." página 109

Então Amoras... Tá ai a resenha. Sei que ela está atrasada e ainda não está com a formatação diferente, como eu prometi. A formatação vai ficar diferente só para os livros lidos em 2014. Mas espero que tenham gostado da resenha e que leiam o livro. Vale bastante a pena. Até a próxima. Com carinho, Lary Zorzenone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente nas quartas e domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo