11 janeiro 2011

Apenas mais uma de amor (parte 6)

|| ||
Ela não estava mais sofrendo tanto. Tinha arrumado outras coisas com o que ocupar a cabeça. Estava estudando mais que nunca. Nunca se sentiu tão próxima dos livros como agora. Já fazia mais de um mês que ela não tinha noticias dele. Não sabia se ele estava vivo ou morto. Ela pensava no seu inconsciente que assim era melhor. Pelo menos ela não teria de sofrer por ver ele e não poder o ter. Mais a noite, quando ela se deitava, era a imagem dele que ela via refletida em suas pálpebras fechadas.
Ele buscava lembrar o rosto dela mais parecia ter se tornado impossível tal ato. Ele buscava nas boas lembranças a face que ele tanto necessitava para saber que foi real, que não era somente um sonho bom do qual agora acordara. Ele buscava encontrar algo que o fizesse pensar no motivo pelo qual ele se separara dela. Nada ocorria a sua mente. Não havia um motivo pelo qual ele o fizera. Ele queria não ter feito isso.
Agora era tarde. Ela, mesmo sofrendo e amando-o mais do que nunca, decidira que não iria mais se importar com ele, mesmo se importando. Ela queria te-lo a seu lado mais para isso ela precisava dele da forma como ele era quando estavam juntos e não da pessoa que ele se tornara.
Ela queria , queria não, precisava de um milagre. Queria a pessoa que ela amava e que ela acreditava que a amava e não a pessoa que ela via ele se transformar...

4 comentários:

  1. A pior parte do amor é quando ele cresce incanssavelmente e não queremos sufocá-lo e não conseguimos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O maior problema do amor, para mim, é quando a pessoa que amamos não sabe amar.

      Beijos

      Excluir
  2. Ai, que amor sofrido...
    Mas o texto é muito rico...tem muito de vc, pelo jeito..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito de mim exatamente por ter vivido um amor muito sofrido. Pelo menos, hoje consigo transformar esses sentimentos em algo mais bonito.

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente nas quartas e domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo