29 junho 2020

Carta aberta a meu filho - Relatos de uma mãe de primeira viagem

|| ||
carta aberta a meu filho
Já peço pedindo desculpas. Desculpa por gritar, por perder a paciência, por precisar de ajuda. Desculpe por não ser sempre calma, sempre centrada e sempre te educando na conversa. Desculpa por ter dias que só quero deitar na cama e não fazer nada. Desculpas por não saber brincar de bola, ou de carrinho, ou de montar cidades com pecinhas. Desculpa por não ser uma mãe de conto de fadas. Eu sou somente humana e só posso te oferecer a melhor versão de mim, e é o que eu tento todo dia, mas tem dias em que estou tão cansada que meu melhor fica bem esquisitão.
Pra mim não existe honra maior no mundo do que a de ser sua mãe. Você é uma criança extraordinária e fico com meu coração em paz quando vejo que estou conseguindo te educar pra ser uma boa pessoa. Pra mim, isso é tudo o que mais me importa.
Sei que não estou presente em todos os seus primeiros momentos, e isso me machuca, mas eu entendo que não posso te prender a mim, ainda mais depois da separação minha e do seu pai. Eu lutei tanto para essa separação não acontecer, principalmente para que você não tivesse que crescer longe de seu pai. Não vou te falar os motivos que me fizeram chegar a essa decisão, mas hoje vejo que foi o melhor pra mim, pra nós.
Eu olho pra ti e sinto tanto amor que sinto que poderia explodir a qualquer momento. Eu te amo até mesmo quando brigo contigo, mas sei que você não entende isso. Nem eu entendo, então porque eu cobraria que você entendesse?
O ponto é que você é tão maravilhoso, tão incrível, sempre entende o que falamos pra ti, me acorda com uma empolgação invejável e me dá a certeza que vai ser um homem incrível futuramente. Filho, perdão por não ser perfeita, mas espero que a mãe que sou hoje seja o bastante para que você seja uma boa pessoa no futuro. Te amo com todo meu coração e minha alma.



2 comentários:

  1. Não existe amor maior que de Mãe para filho, parabéns minha linda!

    Meu Blog: Trimania Loteria

    ResponderExcluir
  2. Oi Lary, tudo bem?

    Que carta mais linda! Me veio lágrimas nos olhos durante a leitura.
    Ainda tenho muitas dúvidas sobre ser ou não mãe. Acho que sou um pouco egoísta e tenho medo de perder a minha liberdade. Mas sei que não existe amor maior que o amor de mãe, tanto que hoje faço o que posso para retribuir todos os sacrifícios que minha mãe fez por mim.

    Seu filho tem uma sorte enorme de ter uma mãe tão maravilhosa como você!

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza, da mesma forma que não deixar o link pode resultar em falta de retribuição;
♥ Se o seu comentário for: Adorei seu blog. Retribui? A resposta é NÃO;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo