14 abril 2018

Resenha #138 - Acredite em mim

|| ||
Livro cedido para resenha em parceria com a autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem influência, na tentativa de passar a vocês o que senti ao longo da leitura.
Acredite em Mim não é apenas o nome do seu livro, é um chamado para vida jovem que se dividem entre o medo da mudança e a carícia do vento. A escritora Bella Borges conduz o leitor para uma escrita cheia de emoções. Com um olhar sensível, pitadas de romantismo o livro é um convite para quem aprecia uma história de amor. O texto possibilita que o leitor possa ponderar sobre amizade, confiança e família. O enredo apresenta uma rede emaranhada de conflitos, deliberações e escolhas que nos identificam como ser humano. Escrito em primeira pessoa, a protagonista Ronie se destaca seu lado sincero e a sua veracidade. Os outros personagens também são bem construídos, sendo peças fundamentais da história. A autora nos demonstra que todo o final pode ser o começo para algo e repleto de surpresas; navegar no infinito ainda é possível para Bella Borges.

Ronie Allen é uma garota com um trauma. Quando tinha sete anos, em um passeio de barco com seus pais, o barco virou e a pequena perdeu as pessoas mais importantes de sua vida pra sempre. Sua irmã, Jane, com três anos na época, não entendia muito do que estava acontecendo, mas Ronie teve que conviver com esse trauma, com esse medo e a sensação constante de perda.
Em sua cidade, as pessoas falam mal dela, como a menina esquisita e depressiva que nem chega perto da praia (a cidade é litorânea e sua casa é bem na beira da praia). Sua irmã já é a garota popular, rodeada de amigos, com um namorado muito fofo e aparentemente a vida perfeita.
"_Eu sempre pensei nos outros.
_Mas sempre colocando o seu sofrimento em primeiro lugar em tudo." Pág 203 (Ronie e Jane)
Em uma viagem a Londres, Ronie conhece Danny Miller, um famoso competidor de corridas de barcos pelo qual sua irmã é fissurada. Aos poucos, os encontros casuais entre os dois ficam mais e mais frequente até que deixam de ser encontros pelo acaso e eles começam um lance. Algo que pode ser incrível ou trazer infinitas complicações, tudo depende do ponto de vista.
"A boca de Dan era tão macia, tão fácil de ser beijada, como se ela fosse feita exclusivamente pra mim." Pág 121
E isso é o que vou contar sobre a história, até para que cada um tenha a experiência de ir descobrindo os detalhes. Vamos pra minha opinião, que é por isso que vocês leem resenhas ao invés de resumo, né não? Bom, eu gostei muito da história da Ronie e sua família, embora, claro, tenha alguns adendos. Mas vamos as coisas bacanas primeiro.
Eu achei as personagens bem construídas. Achei eles bem carismáticos e reais. Seus problemas são nossos, sabe? Eu ia falar só sobre as coisas boas, mas tenho que citar que, ás vezes, parece que eles são bem estereotipados, sabe? Como a Ronie sendo a garota que tem um trauma e vive em torno disso, e Dan sendo o cara rico bacana que não liga pra todo o dinheiro que ele e sua família tem, e Jane sendo a caçula irresponsável cheia de amigos que tudo oque quer é casar. Eu só não me irritei muito com isso porque realmente existem pessoas assim, então é possível que elas, em algum momento, terminem no mesmo círculo.
"Eu sou simples, quieta, não falo muito e adoro ler. Não saio muito, gosto masi de ficar em casa assistindo algum filme ou lendo algum livro" Pág 13
Os personagens secundários são os melhores, mas, infelizmente, são poucos explorados. Por exemplo a avó das meninas, que quase não aparece na história, mesmo todas morando na mesma casa. Não sabemos o que ela faz da vida. E Scot, o namorado de Jane que é bem pouco explorado, mas é um fofo e tem seu nome trocado várias vezes no livro. Esses errinhos de revisão me incomodaram, porque erraram o nome do cara e não uma palavrinha que passou reto na revisão.
Continuando... A história de amor entre Ronie e Dan é o foco do livro e é um romance bem fofinho, embora meio parecido com fanfic, mas de um jeito bacana. Achei o livro bem escrito e o romance é fofo, do tipo que aquece o coração. Durante toda a história eu me identifiquei bastante com a Ronie, não pelo trauma, mas pelo amor aos livros e ficar quieta no seu canto, sem ninguém enchendo o saco. Ai vem a Jane e, em uma situação bem social ela esta com um vestido lindo e All Star nos pés. Essa sou eu.
Quase não falei da família do Dan. A irmã dele, Samantha, é incrível. O pai dele é muito de boas, também quase não tem destaque. Sua mãe é uma chata insuportável. Ele também perdeu alguém. Sua irmã mais nova morreu de forma trágica. Tanto Sam quanto Dan são bem de boas e não ficam esfregando o dinheiro da família pra todo mundo ver. Pra eles é somente algo que aconteceu e não algo pra ser esfregado na cara das pessoas mais simples.
"Como a realidade de cada um é diferente do outro." Pág 154
Sobre a edição do livro. A capa está linda, as folhas são grossinhas e tem desenhos lindinhos em toda a borda das folhas. Tenho um problema com a revisão do livro. Deixou passar alguns erros bem bobinhos, mas que incomodam, ao menos a mim incomodaram. Erro de concordância, de pontuação e, como disse ali em cima, até mesmo erraram no nome do coitado do Scot.
Meu problema com a história: Ronie viveu a vida toda com um trauma terrível do mar, mas ai conhece o Dan e em menos de duas semanas com ele, ela já quer entrar num barco, porque é com ele. Acredito sim que a gente deva tentar vencer nossos medos, mas foi muito instantâneo. Sua irmã também pedia pra ela subir novamente em um barco e ela nem considerava. Outro problema que tenho é que, em diversos trechos, a Ronie diz que só conseguiu se livrar de muitos complexos seus graças a maravilhosidade de Dan. Gente, isso fica reforçando que mulher precisa de homem pra se sentir bem consigo e ser finalmente feliz.

Ficha Técnica...

Título: Acredite em mim
Autora Bella Borges
Editora Kazuá
212 páginas
Ano 2017
Nota: 4
Nota no Skoob: 3.8

Quote escolhida para o projeto Poteando Quotes


Achei essa foto linda

Folha de guarda cheia de margaridas. Amor.



Todas as páginas são assim




Quem também tem uma mecha de cabelo que não assenta por nada?

Concluindo: Não é um romance perfeito, ao menos não pra mim, mas é lindo, bem escrito e aquece o coração. É um livro sobre amor, sobre família, sobre amizade, sobre superação.

Eu esqueci de falar na resenha, mas como é somente uma curiosidade, vou por aqui mesmo. Em um determinado ponto do livro, a Ronie está lendo pro Dan e ela diz o quanto ama a história de Will e Julieta. Quem já leu Capuleto, primeiro romance da Bella, entendeu a referência. Eu achei o máximo ela ter citado o seu primeiro livro no segundo. Me conta se você já viu isso em outro livro. Vou adorar descobrir. Me conta também se já leu esse livro e me conta também o que achou da resenha. Um beijo grande e até a próxima.


6 comentários:

  1. achei a premissa bem interessante, embora não curta muito livros de romance! tem uns quotes muito legais! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suh
      Eu adoro livros de romance, mas eu leio praticamente todos os gêneros, então sou meio suspeita pra falar qualquer coisa.

      Excluir
  2. Oi, flor! Tudo bom?
    Adoro livros de romance, então dica anotadíssima. Curti a premissa e gente, que edição mais amorzinho! A diagramação é uma graça.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda
      A edição ficou incrível mesmo e a história super amorzinho.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Lary, tudo bem?

    Menina adoro romances que aquecem os nossos corações viu. Eu curti muito a premissa desta história e fiquei curiosa. O complicado de você ser mais velho é isso, quando acontece algo você fica com o trauma e o irmão mais novo que não sabia de nada cresce e não se importa muito com nada. Enfim. A história parece ser muito boa. Xero!
    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser irmão mais velho não é fácil kkkk Tem muitas cosias que eu lembro nitidamente e a minha irmã só sabe por causa das histórias.
      Xero

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo