05 fevereiro 2018

Vamos falar sobre Lovesick

|| ||
Pra fazer vocês entenderem o quanto essa série foi bacana pra mim, vamos dizer que estou escrevendo esse post a uma da manhã e eu poderia estar dormindo, porque realmente estou com sono.
Dylan (Johnny Flynn) descobre que contraiu uma DST e precisa entrar em contato com todas as mulheres com quem já teve relações sexuais para informá--las e orientá-las a fazer o teste. Para tal, terá a ajuda do seu melhor amigo Luke (Daniel Ings) e de Evie (Antonia Thomas), uma amiga que já teve uma queda enorme por ele mas manteve o segredo até superar, e hoje está noiva de outro.

Eu comecei ver essa série porque ela é curta e parecia divertida e eu estava precisando de algo bacana pra ver. São três temporadas, com cerca de seis a oito episódios por temporada com menos de 30 minutos cada. Bem curtinha. Tudo começa quando Dylan descobre que está com clamídia e sua médica o aconselha a ligar para as garotas com as quais ele teve relações para instrui-las a fazer os exames necessários. Ele faz então uma lista com o nome das garotas e decide que vai ligar para elas em ordem alfabética. E ai cada episódio tem o nome de uma garota e conhecemos a história dele com essa garota em flash backs muito divertidos.
Em ordem da esquerda pra direita: Angus, Dylan, Evie, Luke
Dylan divide um flat com mais dois amigos, Luke, que é o garanhão e pega toda e não quer saber de sentimentos ou relacionamentos e a querida Evie, uma garota meiga que é bem complicada com relacionamentos, mas quem não é? Claro que temos outros personagens mais recorrentes, mas vamos focar nesses três por enquanto. Já no primeiro episódio e consequentemente primeiro flash back podemos notar uma tensão entre Evie e Dylan. E é meio que certo o fim que isso vai levar. Mas os caminhos que toma é que são o diferencial. Li esses dias uma frase que diz que o início e o final podem ser parecidos, mas o que realmente interessa é como eles chegam do ponto A ao ponto B. E eu concordo.
Eu deixei os personagens secundários por último. Angus é, pra mim, o alívio cômico da série. O primeiro episódio é sobre seu casamento com Helen, uma mulher extremamente controladora e que ninguém gosta muito. Na verdade, ela é uma personagem que eu odiei a partir do primeiro momento que ela apareceu. Sério. Pior pessoa.
E claro que temos também as ex namoradas do Dylan e de quebra os casos do Luke e ex namorados de Evie. De Dylan, a ex mais marcante é a do primeiro episódio também, Abigail. Ela é uma garota muito interessante. De Luke é Jo, sua ex namorada que terminou com ele de forma trágica e fez ele se tornar a pessoa que é, saltando de um sexo casual pro outro. O que marca Evie é Mal. E é só isso que vou falar.
Foi muito bacana ver os relacionamentos passado de todos os personagens. Acho que faz a gente se sentir representado, sabe? Quem nunca teve um relacionamento todo complicado, ou um término que foi muito difícil de superar?
Enfim, é uma série sobre descobertas no amor, sobre relacionamentos, sobre confiar no instinto e sobre relacionamentos nunca são simples. É uma série divertida mas com uma lição importante por trás.
Como eu disse, não é aquele tipo de série que te faz ficar: Uau! Que revelão bombástica (exceto por alguns episódios), mas é uma série divertida pra ver ao longo do dia ou em um final de semana regado a preguiça, brigadeiro de panela e muita pipoca.
Me conta aqui se já viu a série e o que achou da minha indicação. Se tiver séries bem divertidas pra me indicar, vou adorar. Um beijo grande e até a próxima.



10 comentários:

  1. Oii
    É bem o tipo de série que eu gosto de assistir no ônibus indo pra casa depois que saio do trabalho. Porque é leve, não tem que prestar taanto a atenção e dá pra aliviar a tensão quando tem muito trânsito..haha
    Amei a dica!

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem esse tipo de série mesmo. Ela tem um humor bem do tipo que gosto e a história e os personagens são bem marcantes.

      Excluir
  2. Oii!
    Ainda não conhecia essa série. Tenho tantas em vista para assistir, que acabo não prestando atenção em todas rs
    Como é curtinho acho que vale a pena assistir. Obrigada pela dica!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Netflix trouxe tantas séries pra gente que é difícil escolher só uma pra acompanhar. Eu acompanho várias de uma vez. Tem uma que quero começar a ver hoje, mas não lembro o título.

      Excluir
  3. Oiiii,
    aqui em casa quem é mais chegado em séries é o marido, então eu acabo assistindo o que ele está vendo no momento. Como essa é mais rápida, acredito que eu vá gostar.

    Beijinhos,
    soueupri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu marido vê muito anime, e eu acabo vendo com ele, mas séries eu gosto de ver sozinha mesmo.
      Beijos

      Excluir
  4. Parece ser uma série legal! Sem as pressões e sagas que levam todos pra batalha de ultimamente. Esse tipo de série é ótima, mas todo mundo precisa de um respiro e essas histórias costumam dar esse respiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi ela entre uma temporada de Supernatural e outra. Eu gosto de ter esse tempo pra ver séries mais levinhas.

      Excluir
  5. Oi Lary!
    Comecei a ver essa série bem por acaso em um daqueles dias que a gente passa mais tempo olhando o catálogo da Netflix do que realmente assistindo. Mas acredito que foi um golpe de sorte porque apesar de ser leve e ter um lado cômico a série aborda aspectos interessantes dos "jovens adultos" como as relações de amizade, amor e perspectivas de futuro. Tô gostando bastante.
    Beijos
    http://www.numrelicario.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika
      Você traduziu perfeitamente o que tentei falar no post todo. É uma série maravilhosa porque mostra de forma simples como é ser um jovem adulto, tentando se encaixar no mundo e aprendendo a lidar com as coisas.
      Beijos

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente aos domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Se quiser a retribuição, deixe seu link.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo