25 outubro 2017

Resenha #119 - Beltane

|| ||
Livro cedido para resenha em parceria com  autora. Todas as opiniões aqui presentes são minhas, sem interferências, na tentativa de passar a vocês o que senti ao longo da leitura.
Caso você não conheça os livros, recomendo que leia a resenha do primeiro volume aqui e do segundo volume aqui. PODE CONTER SPOILERS DO LIVRO I E DO LIVRO II.
São Paulo, 1701. Tereza foi criada para ser uma dama e afastar de si qualquer desconfiança que a Igreja pudesse ter sobre suas origens pagãs. Mas todo o cuidado com sua segurança está em risco quando ela se envolve com Miguel Seixas, o sobrinho da mulher que denunciou sua mãe à inquisição.
1918, Adelaide vive numa casa de recolhimento, onde foi colocada pelo pai. A chegada de um jovem padre vai mudar sua vida que, até então, era controlada pelas freiras, e fazê-la descobrir o difícil caminho a ser enfrentado por uma Filha de Dana.
A vida lhes deu escolhas.
O amor as ensinou a lutar.
Seu futuro à Deusa sempre pertenceu.
Pois é. As filhas de Dana não são poupadas de sofrimento e separações. E mesmo assim, elas permanecem fortes e sempre com fé na grande mãe.
Após muitos desencontros da vida, Tereza está vivendo com os avós que ela escolheu. Como a menina cresceu, é tempo de cumprir a promessa feita pelo seu pai quando ela nasceu e se casar com Henrique, o desagradável filho do casal que a ama tanto. Mas será que foi esse o destino que a Deusa separou para Tereza?
"Ela se virou e viu o brilho lacrimoso nos olhos cinzentos de seu pai. Podia ver a emoção dele e, quando ele sorriu, o mundo dela ficou mais bonito." Pág. 34
Do outro lado da história, temos Daniele e Antônio, morando no coração do Brasil, em terras ainda desconhecidas e procriando feito coelhos.
Numa terceira ponta, temos os jovens da fazenda vizinha a Santa Tereza. Jovens que sofreram muito na mão de uma tia controladora.
"Ela e Tereza foram criadas para se conformarem, aceitar, respeitar. Eram religiosas e amavam a família. Mulheres consideradas ideais para o casamento e a maternidade, mas que possuíam dentro de si uma centelha, uma força e uma determinação que, mesmo que tivessem que viver a ocultá-las, era impossível ignorá-las." Pág. 163
Dessa vez, temos nosso foco em Tereza e a forma como a menina lida com os costumes casamenteiros  entre outros em uma época onde a mulher não tem voz entre os homens. Eu gostei muito de ver a Tereza moça ser tão decidida quanto sua mãe e sua avó. Gosto de a Simone escrever personagens femininas fortes que são assim por serem quem são, sabe? Cada qual tem sua característica única, mas todas são maravilhosas. Novamente, temos novos personagens, novas tramas, novas perdas... É um desfecho maravilhoso para as Filhas de Dana.
"Talvez não fosse uma mulher casadoira, pois não desejava ser tomada e sim compartilhar de uma vida, de momentos felizes ou mesmo tristes, e criar filhos." Pág. 118
Ah. Ele tem um Epílogo muito legal que acontece alguns anos depois, com uma descendente de Daniele. É muito interessante ver que, mesmo anos depois de acabada a Inquisição, ainda há perseguição a mulheres que, por serem bonitas e chamarem atenção, ainda são consideradas bruxas, feiticeiras. 
Eu gostei muito desse desfecho, embora tenha sentido falta de mais aparições da Daniele e sua família. Eu sei que o propósito era focar naquela que teria que conhecer a outra religião, mas mesmo assim... Nutri um carinho muito grande por ela ao longo dos livros e ainda sinto falta dela.
Simone, agradeço pro ter me apresentado a essas mulheres incríveis, fictícias ou não. Agradeço por me apresentar Dana, o conceito de dar a terra porque dela recebemos, por me mostrar uma cultura diferente e as dificuldades de ser mulher em séculos passados. Era ainda mais difícil que é hoje.
"Para Henrique, ela sempre foi e sempre seria a culpada por ele ter agido daquela maneira, assim como, para a Igreja, as mulheres sempre eram as culpadas, consideradas fonte de pecado, mas ela queria acreditar em algo diferente." Pág. 164
Eu espero ter conquistado vocês com essas três resenhas. Se vocês ainda não conhecem a história das filhas de Dana, dê uma chance aos livros. Vai te apresentar mulheres incríveis e homens maravilhosos dispostos a estarem ao lado dessas mulheres e lutarem as mesmas lutas que elas. Eu indico que você leia e esqueça o fato de você ser membro da Igreja ou não. Tem que ter a cabeça aberta e não ter preconceitos.

Ficha Técnica...

Título: Beltane
Autora: Simone O. Marques
Editora Alfabeto
240 páginas
Ano 2015
Nota: 4
Nota no Skoob: 4.5

Quote escolhida para o projeto Poteando Quotes









Concluindo: O desfecho da história das filhas de Dana foi incrível e muito satisfatório. Ele não é tão eletrizante quando os outros dois livros, mas ele responde perguntas que ficaram pendentes e fecha ciclos, ainda deixando espaço para a imaginação. Eu novamente terminei a leitura sentido falta das personagens e fiquei um tempo sem ler nada, vivendo ainda naquele mundo. Foi maravilhoso esse tempo que passei na companhia de mulheres tão fortes e sei que um dia retornarei para visitá-las.

Essa trilogia foi magnífica pra mim e eu gostaria que todo mundo lesse esses livros e entendesse que muita coisa ruim já aconteceu no mundo e tratem as pessoas com o respeito que elas merecem. Ninguém merece ser julgado por nada além de seus atos. Pensem nisso.

10 comentários:

  1. Oiii!!!! Não conhecia essa trilogia, mas pela sua resenha fiquei com a impressão de que a história é bem envolvente, também achei a temática bem singular, o que legal. É bom sair do trivial as vezes. Adorei!!!!

    https://proposicoesliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu te garanto que vai ser uma leitura diferente de tudo que já viu.

      Excluir
  2. gente ama resenha de livros assim, fico louca pra ler, saber mais e tal!
    beijos

    http://loucaapaixonada22.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo essa trilogia de olhos fechados.

      Excluir
  3. Fiquei curioso para ler. Acredito que livros com personagens de diferentes religiões e tradições são importantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também super acho importante que exista essa variedade na literatura.

      Excluir
  4. Que linda resenha!! Muito obrigada pelo seu carinho e fico muito feliz que tenha gostado tanto e enxergado a mensagem por trás da história. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu já te disse, eu me apaixonei. Só fico triste que não tenha mais livros pra eu continuar com elas. Viraram minhas amigas.

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Se deixar o seu link clicável, eu vou retribuir seu comentário, pode ter certeza, da mesma forma que não deixar o link pode resultar em falta de retribuição;
♥ Se o seu comentário for: Adorei seu blog. Retribui? A resposta é NÃO;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível.
♥ Para saber o que respondi, ative a caixa de notificações de próximos comentários.
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos de brigadeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo