05 dezembro 2016

[Relatos de uma mãe de primeira viagem] - Mãe também é gente

|| ||
Acontece com quase todas as mães, principalmente com o primeiro filho. Nos dedicamos tanto aqueles pequenos seres humanos que acabamos por esquecer de nós mesmas. Eu sei como é. Passei por isso (acho que ainda passo). Paramos de nos arrumar, mesmo pra sair. Não dormimos, não comemos, não existimos mais como indivíduos. Parece que esquecemos que ainda somos uma pessoa que precisa de cuidados como qualquer outra. 
Isso não é errado, acontece, principalmente quando estamos tentando descobrir como fazer pra ser mulher e mãe ao mesmo tempo. Não é fácil. O processo é lento. Pode acontecer até de se sentir culpada por estar gastando tempo com você, quando a vida estiver voltando aos eixos. Mas precisamos disso. Nossa sanidade mental depende disso. Precisamos entender que não deixamos de ser gente. Só foi adicionada mais uma função na nossa vida. 
Ser mãe não é fácil e bebês não vem com manual de instruções. Mas mãe também é gente. Não tem nada de errado em querer carinho e atenção. Não precisamos negar nossos filhos pra ter nosso tempo. Basta aprendermos a organizar nossos dias, a entender as necessidades das crianças e explicar a eles as nossas. 
Um dia, mesmo sem perceber, nos conseguimos voltar a ser gente.

10 comentários:

  1. Oi, Lary.
    Sei exatamente o que é esse sentimento de necessidade de um tempo pra si com mistura de altas doses de culpa.
    Mas realmente precisamos de um tempo para nós, até para cuidarmos deles melhor.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Camila. Eu percebi isso. Quando eu estou muito cansada, não quero nem ver ele, porque se não acabo brigando.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Lary! Imagino como deve ser difícil esse período de transição. Eu mesma fui um bebê que deu MUITO trabalho para minha mãe (eu queria passar 100% do meu tempo com ela e chorava quando não estava grudada nela hahahahahha), mas depois melhorei! Beijinhos, Beatriz.

    O Diário de uma Escritora Iniciante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia
      O Miguel brinca sozinho, mas ele quer companhia também, entendo ele, mas é difícil. Temos casa pra cuidar e temos que nos cuidar também.
      Beijos

      Excluir
  3. Sinceramente, ainda não sou mãe, mais imagino a falta de tempo que temos para cuidar desses lindinhos...
    Eu mesma já tenho preguiça de me arrumar as vezes, imagina quando eu ter um baby ahuahaua, não posso deixar de me cuidar né? Adorei seu relato ><


    Comecei recentemente aqui na blogosfera e gostaria da sua ajuda no meu blog, passa lá? Retribuo e sigo de volta ^^

    http://mundo-mikas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem complicado mesmo. Mas sempre conseguimos. É difícil, é cansativo, mas vale a pena. Embora tenha dias que tudo o que eu gostaria é dormir a tarde toda.

      Excluir
  4. Apesar de imaginarmos, só quando nos tornamos mães temos a noção do quão complicada é a tarefa, acabar esquecendo de cuidar de si mesma por ter toda a atenção dedicada ao recém chegado. Adorei o seu tempo, é essencial reservar um tempinho pra si mesma!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre achei que entendia minha mãe, mas eu estava enganada. A gente só entende quando acontece conosco.

      Excluir
  5. Muito bom o set texto! De fato não deve ser nada fácil ser mãe, poderia até ser um trabalho remunerado, mas como uma vez ouvi, é um trabalho gratificante! É como disse vocês também precisam de um tempinho!

    Beijo,
    www.coisasdepriscila.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe e dona de casa são as criaturas que mais trabalham na face da terra. E eu sou as duas. É loucura.
      Beijos

      Excluir

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos, normalmente nas quartas e domingos;
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo