18 novembro 2013

Resenha #17 - Não sou esse tipo de garota

|| ||


Ficha técnica...

Título: Não sou esse tipo de garota
Título original: Not that kind of girl
Autora: Siobhan Vivian
Tradução: Marsely de Marco Martins Dantas
Ano: 2011
Gênero: Ficção Norte americana
248 páginas
Personagens principais: Natalie, Spencer, Connor
Local e época em que se passa a história: A história se passa nos dias atuais, na cidade de Liberty River, e a maior parte do tempo na Academia Ross.

Outras informações...

Eu peguei o livro: Na minha prateleira
Nota: **** (4/5)
Status:Terminei de ler quinta feira
Eu comprei ou ganhei?  

O livro em si...

A capa é bonita? 
A capa me chamou a atenção. Tem aquele lance de escola particular com uniforme bonitinho. Eu acho a capa bonita
A diagramação é boa?
Eu achei que a editora deixou margens muito maiores do que o necessário... E a letra também é um pouco grande. Encontrei dois erros de português.
Tem detalhes no interior?
Tem sim. Todos os capítulos, tem um detalhe de arabesco bem bonito
As páginas são amareladas?
 São amareladas e tem uma textura diferente. Adorei
Tem trechos engraçados?
Poucos, mas tem.

Na contra capa...

 Perversa ou inofensiva?
Confiável ou hipócrita?
Controlada ou insensata?
"Na minha visão de veterana, a orientação aos calouros é uma perda de tempo colossal. Se fosse por mim, as coisas seriam bem diferentes. Somente três coisas seriam transmitidas aos garotos para que vivessem uma experiência de sucesso no ensino médio: fazer a lição de casa, usar camisinha e passar desodorante nos sapatos de couro. Por outro lado, ao aconselhar as meninas, diria que confiar em garotos é igual a beber e dirigir. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo. Mas para mim, era óbvio: por que alguém iria correr o risco? (...) Era o tipo de informação que poderia salvar a vida de uma garota (...) Momentos constrangedores tinham uma vida útil surpreendente na escola (...)"

Nas abas...

 Este era seu último ano do colegial. Entrar na universidade, ser presidente do conselho estudantil e passar todos os dias com sua melhor amiga era tudo que Natalie havia planejado.
 Ela sempre foi estudiosa, a melhor da classe. Não era o tipo de garota comum na Academia Ross, pois se preocupava muito com sua reputação. Talvez até demais.
 Então, para sua surpresa, no início das aulas, uma caloura a reconhece por tê-la tido como babá anos atrás. Desse reencontro surgirão muitos acontecimentos em que Natalie será obrigada a fazer difíceis escolhas para os dilemas de sua vida no ensino médio, como qualquer adolescente. Seu último ano será repleto de decisões, indecisões, julgamentos e paixões, tornando-se inesquecível. Seus planos sofrem uma reviravolta e sua vida fica de pernas para o ar, tudo o que ela não desejava inicialmente.

Sobre a autora...

Fonte aqui
 Siobhan Vivian nasceu na cidade de New York, em 1979, mas cresceu em New Jersey, onde sempre se envolveu em encrencas na escola. Ela estudou na Universidade de Artes e é graduada em Escrita para Filmes e Televisão. Trabalhou como editora em muitos romances best-sellers do The New York Times, e como roteirista para o canal Disney. Atualmente, é professora na Universidade de Pittsburgh.

Opinião da Lary...

O livro em sim é muito bom. Tem uma história bacana. Acho que é o primeiro livro que leio sobre esse assunto. A Natalie é o tipo de garota certinha que não faz nada de errado. Nesse ponto o livro é meio fantasioso porque ela está no último ano do ensino médio e nunca beijou. Gente.... Isso não existe mais. Eu queria acreditar que existe mas não existe. Enfim... Ai chega uma caloura que ela cuidou. A guria tem 14 anos e é uma bela de uma sem vergonha (pra não falar outro nome). Tá certo que concordei com ela quando ela fala que acha errado os garotos poderem explorar esse lado da vida deles e as garotas não. Gente! As garotas são sensuais, são sexy! Mas elas ficam repreendendo isso com medo do que pode acontecer com elas se elas deixarem esse lado aflorar. Por isso gostei do livro. Ele faz uma crítica a sociedade que, no mesmo instante que julga tudo o que as pessoas fazem tenta fazer com que elas façam isso. Enfim. É confusa a conclusão que eu tirei mas é um livro ótimo, não me arrependo de ter comprado e quero ler ele de novo. Leiam para saberem do que estou falando.
Trecho que mais gostei: "Então ele me beijou. Agarrou-me e me beijou, e todo o corpo dele ficou tenso logo em seguida. Foi uma atitude ousada dele, me beijar sem nem ao menosp edir primeiro.
Não podia deixar que escapasse.
Portanto, quando ele se afastou, aproximei-me e o beijei com mais força ainda, camuflando minha inexperiência com entusiasmo. Foi um beijo ardente. Não havia necessidade de permissão, definitivamente, precisava acontecer." (página 112)
Críticas...
"Siobhan Vivian desafia as suposições sobre o sexo na escola e envia uma mensagem positiva sobre aceitação, perdão e amor." Booklist
Prêmios... 
Prêmio de livro do ano pela Kirkus Review

E ai Amoras? Quem mais aqui já leu ou está super ansioso para ler.
Deixe sua opinião aqui, ela é muito importante para mim ;) Até mais. Com carinho, Lary Zorzenone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer conversar comigo? Me mande um e-mail: vidasempretoebrancocontato@gmail.com
♥ Chegou até aqui, não custa comentar ;)
♥ Todos os comentários são respondidos e retribuídos as quartas e ao domingos.
♥ Para deixar seu link, use esse exemplo Nome do seu blog
♥ Não faça spam. Apagarei com certeza.
♥ Se tiver alguma dica, crítica ou o que for, pode deixá-la aqui, mas faça com jeitinho, sou sensível
Cada comentário me deixa muito feliz.
Beijos na bochecha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Vidas em Preto e Branco - 2015. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo do blog.
Criado por: Marcy Moraes.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo